Tiroteio em escola na Califórnia deixa dois mortos e feridos

Suspeito foi detido e está no hospital em estado grave após tentar suicídio. Uma jovem de 16 anos morreu e um rapaz de 14 anos morreram e três vítimas estão recebendo tratamento.
Pessoas aguardam alunos e informações do lado de fora da escola de ensino médio de Saugus, na Califórnia, depois de um tiroteio nesta quinta-feira (14). — Foto: Marcio Jose Sanchez/AP

Tube News, via G1
14/11/2019  17h24m
Um tiroteio deixou uma jovem de 16 anos e um rapaz de 14 anos mortos e outras três pessoas feridas na escola de ensino médio Saugus, em Santa Clarita, na Califórnia, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (14).

O suspeito está completando 16 anos nesta quinta, é de origem asiática e também está sendo tratado em um hospital em estado grave, segundo informação do xerife Alex Villanueva. Uma pistola semi-automática calibre 45 foi apreendida no local dos disparos, já sem munição.

Fontes policiais da rede CNN haviam afirmado que o suspeito estaria morto, o que não se comprovou.

De acordo com o capitão Kent Wegener, do departamento do xerife do condado de Los Angeles, um vídeo mostra que o jovem autor do ataque agiu sozinho. Em entrevista coletiva, Wegener disse que há imagens do autor tirando uma arma de sua mochila, disparando contra cinco pessoas e depois atirando contra sua própria cabeça.

Uma jovem de 16 anos, baleada na cabeça, morreu às 9h33, no hospital, e um rapaz de 14 morreu no começo da tarde, enquanto autoridades estavam concedendo a entrevista. Estão recebendo tratamento duas vítimas do gênero feminino, de 14 e 15 anos, e um do gênero masculino, de 14 anos.

A mãe e a namorada do autor dos disparos estão em uma delegacia, colaborando com o trabalho da polícia. A casa dele já foi revistada.

A aluna Rosie Rodriguez contou à agência Associated Press que estava começando a subir as escadas para ir à biblioteca quando ouviu um barulho que parecia com "balões estourando". Quando viu outros jovens correndo, entendeu que eram tiros, saiu e atravessou a rua rapidamente.

Ainda carregando uma pilha de livros, ela chegou a uma casa na vizinhança, onde um morador que ela não conhecia abriu a porta para ela. A mesma pessoa abrigou cerca de 10 outros alunos ao perceber a movimentação e o que estava acontecendo. "Nós nunca achamos que isso aconteceria na nossa escola", disse Rodriguez à AP.

Imagens divulgadas por canais locais mostraram feridos sendo levados para ambulâncias e alunos deixando a instituição de ensino. Por medidas de segurança, escolas do distrito de William S. Hart chegaram a ficar fechadas, mas depois foram liberadas para reabrir.

Os estudantes da Saugus foram levados a um parque, onde testemunhas estão sendo entrevistadas pela polícia e depois liberadas para reencontrar seus pais, que foram orientados a se dirigir ao local.

Várias unidades policiais foram mobilizadas para atender a ocorrência. As autoridades recomendaram aos moradores da região ficarem em casa com as portas trancadas.

A polícia afirmou que suspeita que o autor dos disparos seja um dos alunos.

Postar um comentário

0 Comentários