Tio confessa que dormiu ao lado de cadáver de sobrinha no Rio

Paulo Sérgio disse à Polícia Civil que esperou amanhecer para sumir com o corpo e não levantar suspeitas da família.
Tio de menina encontrada morta no Morro dos Prazeres confessa o crime. (Foto; reprodução)
Tube News, via R7
11/10/2019  14h34m
O homem que matou a sobrinha no último sábado (5), no morro dos Prazeres, centro do Rio de Janeiro, revelou em depoimento à Polícia Civil nesta sexta-feira (11) que dormiu ao lado do corpo de Estela Evangelista, de 6 anos, já sem vida.

Segundo o delgado da DH-Capital (Delegacia de Homicídios) Bruno Cinello, a motivação de Paulo Sérgio para estrangular a menina foi uma briga de Estela com o irmão, na casa onde pelo menos seis pessoas da família moravam. O suspeito declarou que estava sob influência de drogas ilícitas e álcool.

Após matar a sobrinha durante a madrugada de sábado, Paulo Sérgio afirmou que se levantou antes das outras pessoas que moram na casa, colocou Estela dentro de um saco e jogou o corpo em um terreno próximo à residência onde viviam. O tio disse que não voltou ao local com medo de ser morto por traficantes.

A versão de Paulo Sérgio contradiz os primeiros testemunhos de integrantes da família. Eles afirmaram que o tio havia dito que levaria Estela à praia.

A mãe da menina, identificada como Luciana, disse que não tinha autorizado o passeio com a filha. Luciana ainda sofreu agressões de traficantes da região por não estar em casa no momento que Estela foi morta.

Ainda segundo Cinello, Paulo Sérgio não demonstrava arrependimento e apenas repetia que havia acabado com sua vida. O homem, preso na noite desta quinta-feira (10) por agentes do Aterro Presente, no Flamengo, zona sul da cidade, ficará detido temporariamente por, pelo menos, 30 dias.

A Polícia Civil não descarta nova perícia no morro dos Prazeres, mas avalia as condições de risco para agentes e moradores da região, uma vez que a comunidade é controlada pelo tráfico de drogas.

Postar um comentário

0 Comentários