Carlos Bolsonaro publica lista de transações suspeitas que inclui irmão

Carlos publicou a relação em resposta a um post do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) feito no dia 17 de agosto pela manhã.

Tube News, via UOL Notícias
18/08/2019  07h54m
O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSL), segundo filho do presidente Jair Bolsonaro, publicou hoje no Twitter uma lista de políticos da Assembleia Legislativa do Rio envolvidos com movimentações financeiras suspeitas. Na lista, entre nomes do PT, PDT e DEM, há o nome de seu irmão mais velho, o hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL). A lista faz parte de um relatório do Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) do ano passado, que apontou movimentação atípica de auxiliares de 20 deputados da assembleia fluminense. O nome de Flávio consta devido às transações realizadas por seu ex-assessor, o policial militar Fabrício Queiroz, que está desaparecido há meses.

Carlos publicou a relação em resposta a um post do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) feito hoje pela manhã. Nele, Freixo cobra o ministro Sergio Moro quanto as atitudes do presidente sobre a Polícia Federal -Bolsonaro tenta interferir na indicação do Superintendente da PF no Rio.

"E aí, Sergio Moro, você vai continuar nesse silêncio constrangedor enquanto o seu chefe Jair Bolsonaro desmoraliza a Polícia Federal pra blindar o Queiroz e proteger a família? Prefere ficar calado pra não melindrar o clã, ministro?", escreveu Freixo.


Foi aí que Carlos Bolsonaro respondeu com um print:


O relatório do Coaf foi produzido no âmbito da Operação Furna da Onça, que prendeu no ano passado dez deputados estaduais do Rio. Ele foi feito a pedido do Ministério Público Federal.

Postar um comentário

0 Comentários