Crítica | | The Handmaid's Tale S03E09 - "Heroic"

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do nono episódio, S03E09 – "Heroic", da terceira temporada de The Handmaid's Tale.
(Foto: HULU)

Tube News, via Handmaid's Brasil
24/07/2019  18h51m
Em uma sociedade como Gilead, finalmente estamos nos perguntando - June está perdendo a cabeça? Sua humanidade? Ela está em seu momento mais impiedoso e frio no início de "Heroic", forçada a se ajoelhar por horas e dias seguidos diante de uma inconsciente Ofmatthew em seu quarto de hospital, enquanto os médicos tentam salvar a vida de seu filho. Ela canta em seu monólogo imaginário "O céu é um lugar na Terra" repetidas vezes, observando Ofmatthew com olhos fechados. "Ofmatthew é apenas uma embarcação agora, e o bebê é tudo o que importa - suponho que seja tudo o que importava", ela narra.

Não temos certeza de há quanto tempo ela está lá quando o episódio começa, mas ela finalmente se levanta e revela hematomas nos joelhos, está claramente há algum tempo. Lydia - que não vai deixar June ir para casa até que sua companheira de caminhada esteja recuperada ou morta - e outras aias entram e saem para oferecer "apoio", mas geralmente é só em June. Não leva muito tempo para ela tentar algo drástico. Ela tropeça em direção a cama de hospital de Ofmatthew e tenta sufocá-la tapando seu tubo de respiração. Os médicos retornam e estabilizam Ofmatthew. Mais sorte da próxima vez?

Este é o primeiro pedaço decente de tempo que passamos com Janine desde que Lydia a atacou violentamente alguns episódios atrás. Janine está presente com Lydia e as outras aias, tentando esconder sua horrível lesão ocular encobrindo-a com os ruivos cabelos. Lydia não tem nada disso, repreendendo-a e obrigando-a a exibi-la.

Janine depois aparece à noite, também sozinha com June. Seu olho foi infectado novamente e ela está de volta para mais tratamentos. Antes, June roubou um bisturi. Quando Janine a alcança, ela fica alarmada com a atitude de June. "Eu sei como podemos ajudá-la", diz June a Janine sobre Ofmathew. "Temos que acabar com isso." Ela mostra a arma. Janine está atordoada. "Você é diferente", ela então diz. Bem, Janine com a voz da razão? Sim!

Mais tarde, Lydia e Janine se reúnem. Esta tem sido uma das dinâmicas mais distorcidas da série, e permanece assim aqui. Lydia visita Janine em seu quarto e a presenteia - um tapa-olho vermelho. Ambas expressam prazer absoluto no momento, na companhia uma do outro. Janine diz que parece um pirata; Lydia, talvez a mais feliz que já vimos na série, fala: "De fato!" Tendo em vista que… brutal foi sua última interação, isso mostra como Gilead funciona em ambas as extremidades do espectro.

Se as coisas entre Janine e Lydia melhoraram, as entre Serena e June só pioraram depois daquele grito em Washington, até certo ponto. Serena entra no quarto do hospital eventualmente - outras esposas vieram e se foram, mas ela ainda não tinha mostrado o rosto - e imediatamente vê June ajoelhada. Quando Serena ia sair, June pergunta se ela pode falar com ela em particular. Serena concorda. "É um segredo", uma June claramente doente provoca. June tem a arma nas costas, é claro, não tendo usado em Ofmatthew.

June mal consegue levantar-se quando Serena se aproxima cada vez mais. "Você não está bem", diz ela, olhando para June com medo e preocupação. June tropeça de novo e tenta cortá-la, cortando-a muito pouco. Serena está atordoada. Ela pega a arma de volta de June e a corta de volta. "Você está fora de si." Apesar dessa virada para… tentativa de assassinato, Serena parece menos brava do que perturbada com o que aconteceu com June. Ela sai, a arma é deixada na sala do hospital e fala com o médico. É seguro assumir que ela está descartando June, mas o médico só retorna com uma declaração gentil para June: "Sra. Waterford disse que você se cortou."

June termina sentada com o médico por algum tempo, já que precisa de pontos para o corte da retaliação de Serena, e aqui ela finalmente tem o avanço que ela está precisando há muito tempo. June tenta passar para sua humanidade, em termos de Ofmatthew sendo forçada a permanecer viva. "Você está torturando-a", diz June. Ele responde: "Ela não é minha paciente. A criança é." A dupla tem conversa fiada, e June descobre que eles têm uma conexão mútua - sua mãe, Holly, ex-médica. "Agora eu sei porque você levou um golpe da Sra. Waterford", diz o médico. "Dra. Maddox - ela era assustadora." June diz que é, ou foi. "Eu realmente não sei", sobre seu destino.

Eles se aprofundam. June admite que estava planejando matar Serena, Ofmatthew, até mesmo o médico sentado à sua frente. Ele responde com uma pergunta desconcertante, mas reveladora: "Há quanto tempo você tem tido pensamentos suicidas?" Ele explica que o que ela queria fazer, faria com que ela fosse imediatamente colocada na parede, sem perguntas. Ele está certo - aqui vemos a experiência de June, uma profunda e dolorosa epifania, da depressão que está alimentando essa descida à desumanidade.

Então, aonde June vai daqui? A condição de Ofmatthew piora ao ponto em que os médicos são obrigados a salvar em um resgate de emergência o bebê e deixá-la finalmente morrer durante o sono. Isso significa, claro, que o tipo de prisão de June pode finalmente chegar ao fim. Ao sair, ela encontra uma jovem aia em treinamento chamada Rose, que a ajuda com suas malas. Rose não pode ter mais de 13 anos. Ela revela que está no hospital porque lhe disseram que pode ter bebês e agora vai começar a passar pelo sistema. June está horrorizada; Rose não expressa tanto, mas você pode sentir o medo dentro dela. June continua do lado de fora, onde vê tia Lydia, mas quando vê mais mulheres jovens entrarem no hospital, ela sente uma compulsão. Ela diz a Lydia que quer voltar para dentro.

E assim June está de volta ao lado de Ofmatthew, muito mais gentil (não homicida) do que era antes. Ela pede desculpas por tudo que aconteceu entre elas. June revela seu plano em frente: "Eu vou levar para fora o máximo de crianças que puder." Através das lágrimas, ela continua. "Realmente não sei como, mas eu juro para você. Vou tirá-las. Porque Gilead deveria saber como é isso. É o troco deles."

Siga-nos: @handmaidsbrasil no Twitter | @handmaidsbrasil no Facebook

Postar um comentário

0 Comentários