Ovelhas são matriculadas em escola para impedir cancelamento de aulas

Falta de alunos colocou estabelecimento de ensino francês em risco e pais decidiram usar os animais para enfrentar a situação.
Um grupo de 15 ovelhas foi matriculado em uma escola de Crêts-en-Belledonne
Tube News, via Hora 7
11/05/2019  06h59m
Um grupo de 15 ovelhas foi matriculado em uma escola de Crêts-en-Belledonne, na França, para que algumas aulas não fossem canceladas.

Devido à queda no número de alunos no últimos anos, as autoridades francesas pretendiam diminuir de 11 para 10 as aulas ministradas no estabelecimento de ensino, segundo informações do site Sky News.

Isso significa que o número de crianças em cada uma aumentaria de 24 para 26, acima do limite recomendado pela política educacional do presidente francês Emmanuel Macron. Os pais dos alunos reuniram as ovelhas como símbolo maior de suas reivindicações.

"A educação nacional é, infelizmente, apenas números. Agora, com esse aumento, somos bons", declarou o morador Gaelle Laval ao jornal Le Parisien.

Os animais pertencem a um pastor local que acompanhou os novos alunos até a escola. Todos com as respectivas certidões de nascimento solicitadas na matrícula. Baa-bete, Dolly, e Saute-Mouton são apenas alguns dos nomes inscritos na instituição. Os calouros foram recepcionados por professores, pais e crianças que estudam no local.

Jean-Louis Maret, prefeito da cidade, apoiou o movimento e reconheceu oficialmente a escolaridade das ovelhas.

Até o momento, não foi revelado o conteúdo das aulas destinadas aos animais.

Nenhum comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: