Pai é flagrado agredindo filho no meio da rua em SC - Tube News

15 fevereiro 2019

Pai é flagrado agredindo filho no meio da rua em SC

Polícia Civil abriu inquérito para apurar crime de maus-tratos. Testemunha disse que agressor afirmou ser pai da criança.
Homem é flagrado agredindo e empurrando menino de 2 anos ao chão, em Barra Velha. — Foto: Reprodução/NSC TV
Tube News, via G1 e NSC TV
15/02/2019  15h11m
Câmeras de segurança flagraram o momento em que um homem agride um menino de dois anos em uma rua em Barra Velha, no Norte catarinense, na terça-feira (12). A Polícia Civil investiga o caso desde quinta (14) como maus-tratos contra criança. A uma testemunha, o agressor disse ser pai do garoto.

Nas imagens, é possível ver o momento em que o homem bate com o chinelo no menino e depois empurra a criança no chão. As agressões ocorreram na frente de uma mulher, que seria mãe da vítima e estava com outra criança no colo.

A fato foi presenciado pela auxiliar veterinária Patrícia Malinski. "Escutei uma criança chorando muito forte. Choro de dor, de desespero. Daí eu fui até a sacada pra ver o que estava acontecendo. Quando chegou na frente da minha casa, eu confrontei o suposto pai", disse a auxiliar. Segundo ela, o pai a ofendeu e bateu ainda mais na criança.

InvestigaçãoA auxiliar veterinária registrou boletim de ocorrência, bem como o Conselho Tutelar de Barra Velha, que também recebeu a denúncia de várias pessoas. O casal foi identificado, mas saiu da cidade e até a publicação desta notícia ainda não tinha sido localizado.

"Nós conseguimos o nome das crianças e o nome do casal. Conseguimos o antigo endereço, mas infelizmente eles não estão mais no local", disse a conselheira Juliana Miranda. Segundo ela, a mãe que está com um bebê de meses no colo está grávida.

O inquérito foi aberto na Polícia Civil. Nos próximos dias, testemunhas devem começar a ser ouvidas. "Caso tenha ficado uma pequena marca, mesmo que seja pequena, ou se a criança nos relatar que as agressões eram frequente, o caso vai virar um crime", disse a conselheira.

Em 2018, foram 36 casos de maus-tratos contra criança registrados em Barra Velha. Em muitos deles, os pais alegam que estavam educando a criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: