Chegada da tempestade Pabuk isola turistas na Tailândia - Tube News

04 janeiro 2019

Chegada da tempestade Pabuk isola turistas na Tailândia

Pabuk se desloca para as ilhas do golfo da Tailândia, em particular Koh Samui, Koh Phangan e Koh Tao, três destinos muito turísticos no fim do ano.
Funcionário em uma balsa vazia, depois que os serviços foram suspensos pela chegada da tempestade Pabuk, em 4 de janeiro de 2019, na província tailandesa de Surat Thani - AFP
Tube News, via IstoÉ e AFP
04/01/2019  10h12m
Centenas de turistas estavam bloqueados em ilhas do golfo da Tailândia, devido ao fechamento dos aeroportos regionais e com os barcos amarrados diante da chegada da tempestade tropical Pabuk.

Primeira tempestade tropical a atingir essa parte do país fora da temporada de monções em quase 30 anos, Pabuk se reforçou nas últimas horas nesta sexta-feira (4), com ventos de até 75 km/h e ondas de quase cinco metros. Tocou o solo antes do que o previsto.

Um pescador da província de Pattani, perto da fronteira malaia, morreu nesta sexta depois que ondas de vários metros se abateram sobre seu barco, quando voltava para o porto. Outro membro da tripulação continua desaparecido.

Pabuk se desloca para as ilhas do golfo da Tailândia, em particular Koh Samui, Koh Phangan e Koh Tao, três destinos muito turísticos no fim do ano.

“Todas se verão afetadas, porque Pabuk é imensa”, declarou o diretor do centro meteorológico tailandês, Phuwieng Prakhammintara.

Segundo as previsões dos meteorologistas, a tempestade não deve se transformar em um tufão, o que implicaria ventos de pelo menos 118 km/h. “Mas pode provocar um aumento relâmpago no volume de água”, alertou Phuwieng Prakhammintara.

Várias casas ficaram sem energia elétrica nas províncias de Nakhon Si Thammarat e Surat Thani pela queda de árvores e de postes de luz, informou uma autoridade provincial do setor de energia elétrica.

O governo tailandês suspendeu seus serviços de balsa no golfo da Tailândia e três aeroportos regionais – de Surat Thani, Nakhon Si Thammarat e Koh Samui – ficarão fechados até sábado. A medida isola no continente uma grande quantidade de viajantes.

Apenas em Koh Phangan, conhecida por suas festas da Lua Cheia, “permanecem 10.000 turistas”, disse à AFP o chefe do distrito da ilha, Krikkrai Songthanee.

“Falei com alguns deles ontem à noite. Não têm medo, entendem a situação”, acrescentou.

Em Koh Tao, um dos melhores lugares para fazer mergulho no Sudeste Asiático, moradores e turistas se preparavam para enfrentar a tormenta.

“O tempo está piorando e o vento está aumentando. Terminei de comprar mantimentos (…) mas não tem gás em todo o lugar e, no supermercado, já faltavam alguns produtos”, relatou um monitor de mergulho espanhol, que pediu para não ser identificado.

Depois de atingir o golfo da Tailândia, espera-se que Pabuk perca intensidade, ao passar pelo mar de Andaman — onde se encontram as estações turísticas de Krabi e de Phuket — antes de se dirigir para o parque nacional Similan. O local é um paraíso para os mergulhadores.

Milhares de turistas fugiram da região desde quarta-feira. “Está muito vazio. As praias estão desertas”, relatou Pui Suriwan, um residente de Koh Phangan.

Na quinta-feira, um cidadão russo se afogou em Koh Samui, após ignorar as proibições.

Pabuk chega à Tailândia em plena alta temporada, uma má notícia para a economia, muito dependente do turismo.

Espera-se que, este ano, o país receba um número recorde de 40 milhões de visitantes. A maioria deles viaja para as zonas turísticas do sul.

Em 1989, o tufão Gay, último fenômeno meteorológico importante que castigou a região neste período, deixou centenas de mortos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: