Incêndio em Manaus atinge 600 casas

Residências de madeira e alvenaria foram destruídas por fogo.
Fogo atinge casas de madeira e de alvenaria na Zona Sul de Manaus — Foto: Rickardo Marques/G1 AM
Tube News, via G1
18/12/2018 06h46m
Aproximadamente 600 casas foram atingidas no incêndio no bairro Educandos, na noite desta segunda-feira (17). A informação foi repassada pela Defesa Civil do município à Rede Amazônica. Até as 0h desta segunda-feira (18), quatro pessoas haviam sido encaminhadas a hospitais de Manaus. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo já foi controlado e está em fase de rescaldo.

O fogo começou em uma área com dezenas de casas de madeira entre as ruas Inácio Guimarães e Nova, por volta das 20h, e se propagou para residências de alvenaria. A quantidade de veículos estacionados nas vias, o vento constante e a interrupção na distribuição de energia elétrica foram um agravante da ação.

Todos os acessos ao bairro de Educandos foram bloqueados: a partir da ponte da avenida 7 de Setembro/av. Leopoldo Peres; rua Felismino Soares; avenida Lourenço da Silva Braga e Ponte de Educandos.

Nas ruas, moradores tentam ajudar o Corpo de Bombeiros a controlar as chamas. Centenas de pessoas tentavam salvar objetos e correm para não serem atingidos pelo fogo.

Homem usa mangueira pra auxiliar no combate ao fogo — Foto: Rickardo Marques/G1

Prefeito anuncia decreto de calamidade pública
No início dessa madrugada, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto anunciou que assinará decreto de calamidade pública.

"Irei assinar um decreto de calamidade pública, para comprar com agilidade, sem a necessidade do burocrático processo de licitação, tudo o que for necessário, neste momento para ajudar estas famílias que perderam o pouco que tinham neste incêndio", disse o prefeito.

Durante as mais de quatro horas de incêndio, pelo menos quatro pessoas ficaram feridas no incêndio, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Três delas vítimas foram levadas a Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e outra foi encaminhada ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. Não há informação sobre o estado de saúde delas.

No Educandos, Arthur destacou o pronto-atendimento das equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e demais órgãos. Apesar do auxílio que será realizado pela Prefeitura, Arthur destacou que todas as doações que forem feitas às famílias desabrigadas serão aceitas.

"O que for possível e estiver dentro das nossas forças, será feito para mitigar o sofrimento dessas pessoas", salientou o prefeito, que também destacou o empenho das equipes da Semasc, em realizar o cadastro social das vítimas.


Desabrigados
Igrejas e a Vila Olímpica de Manaus ofereceram abrigo às vítimas que tiveram suas casas destruídas no incêndio.

Cem leitos do hotel da Vila Olímpica foram disponibilizados a famílias que não têm onde passar a noite. Além desse espaço, a Arena Amadeu Teixeira, localizada no bairro Flores, zona centro-sul, também poderá ser uma opção para essas famílias.

Alguns moradores foram levados para a Igreja Batista de Constantinópolis, localizada Avenida Leopoldo Peres, 419, Educandos. Outro grupo está no Ministério de Crianças Pentecostal (McP), situado na Rua Macurany, 257, também no Educandos. Há, ainda, vítimas alojadas na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Rua Inocêncio de Araújo, 44, no mesmo bairro.

Os três locais recebem doações de alimentos, água, roupas, colchões e outros itens de primeira necessidade.

Postar um comentário

0 Comentários