Homem que invadiu igreja mórmon postou que faria 'massacre' e 'cortaria cabeças' - Tube News

@otubenews

02 dezembro 2018

Homem que invadiu igreja mórmon postou que faria 'massacre' e 'cortaria cabeças'

Quatro pessoas ficaram feridas durante o ataque, em Aparecida de Goiânia. Homem foi preso. Cerca de 120 pessoas estavam no local na hora do crime.
Homem esfaqueia fiéis na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Aparecida de Goiânia — Foto: Henrique Ramos/TV Anhanguera
Tube News, via G1
02/12/2018  21h37m
O suspeito de esfaquear fiéis em uma igreja durante uma reunião fez postagens na rede social anunciando que faria um “massacre” no local e ia “cortar as cabeças” das vítimas. Segundo a polícia, Uiker Alves, de 28 anos, entrou na igreja que fica no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, na manhã deste domingo (2) e atingiu quatro pessoas usando duas facas de açougueiro.

Nas publicações, feitas na sexta-feira (30), ele disse que chegou a dar o endereço dele para as pessoas responsáveis pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas que ninguém foi visita-lo. “Eu vou fazer o massacre com eles [...] vou esperar todo mundo entrar, fechar a porta, começas a cortar as cabeças”, escreveu.

O crime aconteceu por volta das 10h30. Cerca de 120 estavam no local, começando a reunião religiosa. Quatro pessoas ficaram feridas. “As testemunhas relataram que ele meteu o pé na porta, entrou e falou: ‘Vai morrer todo mundo’. Em seguida, esfaqueou quem estava na frente”, contou o sargento da PM, Willian Moraes.
Suspeito de esfaquear fiéis em igreja postou em rede social que faria massacre, em Aparecida de Goiânia — Foto: Polícia Civil/Divulgação


O suspeito foi contido pelos próprios fiéis, que o seguraram até a chegada da Polícia Militar. Ele foi preso em flagrante e levado para o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia. Ele foi autuado por tentativa de homicídio contra quatro pessoas.

Os feridos, que têm entre 31, 33, 40 e 42 anos, foram encaminhados para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia. Um deles foi atendido e recebeu alta. Dois seguiam internados até as 15h e um deles foi transferido para o Hospital de Urgências de Goiânia para passar por uma cirurgia.

Em nota, a assessoria de imprensa da igreja informou que “está dando apoio àqueles que estiveram presentes durante o incidente” e está orando por todos os envolvidos.
Postar um comentário