Demitido por assédio, Kevin Spacey posta vídeo como Frank Underwood - Tube News

25 dezembro 2018

Demitido por assédio, Kevin Spacey posta vídeo como Frank Underwood

Segundo jornal, ator será acusado de uma suposta agressão sexual contra um adolescente em julho de 2016, perto de Boston.
Kevin Spacey publica vídeo no qual interpreta Frank Underwood. — Foto: Reprodução
Tube News, via G1
25/12/2018  07h15m
O ator norte-americano Kevin Spacey, que está afastado das redes sociais desde o início de denúncias de assédio sexual, publicou nesta segunda-feira (24) um vídeo em seu canal no YouTube vestindo um avental natalino, no qual interpreta o personagem Frank Underwood, da série "House of Cards". Assista.

Spacey foi demitido da série, que iniciou a sexta e última temporada sem o ator, após as acusações por homens de sua a equipe. No início da sexta temporada, é possível ver que Frank Underwood morreu enquanto dormia.

Enquanto o ator aparentemente corta um alimento, ele diz: "Eu sei o que vocês querem. Vocês me querem de volta (...) Claro que alguns acreditaram em tudo (...) e queriam muito me fazer confessar que tudo o que eles disseram é verdade e eu tive o que mereci".

"Você não acreditaria no pior sem evidências, você não correria para julgamentos sem fatos, certo? Você fez isso?", pergunta ainda Spacey no vídeo, entitulado "Let me be Frank" (Deixe-me ser Frank, em tradução livre).

"Eu vou ser franco. Se eu não paguei o preço por coisas que nós dois sabemos que eu fiz, eu certamente não pagarei o preço pelo que eu não fiz.

Acusação
O vídeo foi publicado no mesmo dia em que o jornal "The Boston Globe" noticiou que Spacey será acusado de uma suposta agressão sexual contra um adolescente em julho de 2016 perto de Boston.

A Polícia da ilha de Nantucket, Massachusetts, investiga desde novembro de 2017 este suposto caso de agressão sexual, depois que a mãe do adolescente anunciou uma ação contra o ator.

Segundo o jornal, que cita o promotor do distrito Michael O'Keefe, Spacey, ganhador de vários prêmios Oscar, que foi acusado por vários homens de agressões sexuais após o surgimento do movimento #MeToo, será acusado formalmente em 7 de janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: