EUA entra em confronto com imigrantes na fronteira com o México - Tube News

@otubenews

25 novembro 2018

EUA entra em confronto com imigrantes na fronteira com o México

Oficiais usaram gás lacrimogêneo para tentar conter os imigrantes que estão em Tijuana.
Policiais usam gás lacrimogêneo para conter migrantes — Foto: Reuters
Tube News, via G1
25/11/2018  21h07m
As forças de segurança da fronteira dos Estados Unidos voltaram a fechar o posto de San Ysidro, entre as cidades de San Diego e Tijuana, neste domingo (25) e entraram em confronto com imigrantes que tentaram entrar no ilegalmente nos EUA.

Os oficiais norte-americanos usaram gás lacrimogêneo para conter os imigrantes que estão em Tijuana, no México.

Na segunda-feira, as autoridades norte-americanas já haviam fechado a mesma passagem diante de informações que indicavam que alguns imigrantes tinham a intenção de entrar à força nos EUA.

Os confrontos deste domingo começaram por volta das 17h20 (horário de Brasília), de acordo com a agência EFE, quando centenas de imigrantes conseguiram chegar ao edifício onde fica a guarita que conecta México e EUA, com o propósito de solicitar asilo no território americano.
Oficiais dos EUA tentam conter manifestantes com gás lacrimogêneo — Foto: Reuters
Ao mesmo tempo, outro grupo de pessoas rompeu uma das cercas de segurança para tentar chegar à fronteira americana por outro caminho.

Nos últimos dias, aumentou a tensão na divisa entre os dois países. Em caravana, milhares de imigrantes centro-americanos tentam chegar aos EUA pelo México para fugir da pobreza e violência.

Como resposta, o presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu por 90 dias a entrada de imigrantes pelo México e assinou uma ordem que impede a concessão de refúgio para quem entrar ilegalmente no país.

Segundo dados do Departamento de Segurança Nacional (DHS) dos EUA, cerca de sete mil migrantes aguardam do outro lado da fronteira, principalmente nas cidades de Tijuana e Mexicali, para apresentarem a solicitação de asilo.
Oficiais dos EUA usam gás lacrimogêneo para conter manifestantes — Foto: Reuters
No sábado, o jornal Washington Post informou que o governo do futuro presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, concordou em apoiar o plano de Trump para mudar a política de fronteira entre os dois países.

Pela nova proposta, quem quiser se refugiar nos Estados Unidos terá de esperar no México enquanto o processo segue pelos tribunais norte-americanos.
Postar um comentário