Bebê é jogado pela janela e pai se fere ao tentar resgatá-lo - Tube News

@otubenews

02 outubro 2018

Bebê é jogado pela janela e pai se fere ao tentar resgatá-lo

Suspeita é de que a mãe do bebê, de 29 anos, teve um surto e arremessou a criança do 2º andar de prédio.
Telhado onde bebê e pai caíram em Cariacica, no Espírito Santo — Foto: Luciney Araújo/ TV Gazeta
Tube News, via G1 e TV Gazeta
02/10/2018  11h05m
Um bebê de dois meses ficou ferido após ser jogado pela janela do segundo andar de um prédio no bairro Campo Grande, em Cariacica, no Espírito Santo, nesta terça-feira (2). Segundo a polícia, a mãe do menino teve um surto e arremessou a criança, que caiu no telhado do vizinho. O pai tentou salvar o filho, mas a estrutura quebrou e os dois caíram.

A polícia contou que a mãe, que tem 29 anos, quebrou a janela da casa do prédio onde mora, no segundo andar, e jogou o filho da janela.

A criança caiu no telhado do vizinho, que mora no primeiro andar. O pai da criança, de 35 anos, subiu no telhado para tentar pegar o filho, mas a estrutura não suportou e pai e filho caíram dentro da casa do vizinho, no primeiro andar.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros foram acionados. O pai foi levado para o Hospital São Lucas e o menino para o Hospital Infantil, ambos em Vitória.

Testemunhas contaram que o pai ficou mais ferido que a criança. Ele não conseguia se mover depois da queda. Os vizinhos ouviram o choro do bebê.

"Eu estava deitada, ouvi os gritos da mãe, falando coisas horríveis, do surto. Eu vi ele (o pai) caído no chão, com sangue perto da coluna, e o bebê. A polícia foi acionada e os bombeiros tiraram o bebê daqui. Quando estavam saindo, ouvimos o choro do bebê", contou dona Elza, que mora na casa ao lado. Ainda não há informações sobre o estado de saúde de pai e filho.
Casa onde pai e filho caíram após bebê ser arremessado de janela no Espírito Santo — Foto: Luciney Araújo/ TV Gazeta
Mãe
A polícia contou ainda que a mãe estava em surto e que sofre de problemas psicológicos. Depois, ela fugiu de casa, saiu correndo e foi encontrada pelos policiais.

Ela estava abalada, agressiva e não conseguia falar com clareza. Ela foi levada para o Hospital Estadual de Atenção Clínica, o antigo Adauto Botelho, onde está internada.

A mulher ainda não prestou depoimento à polícia.

Tube News, via G1 e TV Gazeta
Postar um comentário