Atingidos por raios ficam com marcas temporárias na pele

As marcas são conhecidas como "árvores de relâmpago" ou figuras de Lichtenberg, em referência ao físico Georg Christoph Lichtenberg, que estudou o fenômeno.
Marcas revelam o caminho da passagem do raio pelo corpo de mulher Foto: Reprodução
Tube News, via Extra e The Sun
09/10/2018  16h47m
De acordo com a "National Geographic", cerca de 2 mil pessoas são mortas todo ano atingidas por raio. Os que escapam podem apresentar quadro que reúne vários sintomas: perda de memória, fraqueza, tontura e dormência.

Há, ainda, consequências mais graves: dano permanente a órgãos, parada cardíaca e queimaduras graves.

Para quem experimenta a passagem da eletricidade pela superfície da pele, o episódio assustador fica "tatuado". O caminho do raio pode ser mapeado por causa de marcas vermelhas desenhadas na pele. Elas são temporárias.

Uma compilação de imagens foi feita pelo jornal "Sun":

As marcas são conhecidas como "árvores de relâmpago" ou figuras de Lichtenberg, em referência ao físico Georg Christoph Lichtenberg, que estudou o fenômeno.

Veja:
O caminho da eletricidade Foto: Reprodução

Efeito na pele de homem atingido por raio Foto: Reprodução/CBS

Marcas vermelhas provocadas pela passagem da eletricidade Foto: Reprodução/Tanja Schmidhauser e Andrea Azzola

Nenhum comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: