Furacão Florence toca o solo e 300 mil casas estão sem luz nos EUA - Tube News

@otubenews

14 setembro 2018

Furacão Florence toca o solo e 300 mil casas estão sem luz nos EUA

O Centro Nacional de Furacões dos EUA afirmou que o furacão Florence deve ter um "enfraquecimento significativo" durante o fim de semana à medida que se mover para o interior do continente.
Imagem do furação Florence registrada ontem pela Nasa (Foto: (Nasa/Via Reuters)
Tube News, via G1
RESUMO

  • Furacão Florence chegou à Carolina do Norte, na costa leste dos EUA
  • Tempestade deve ser a mais forte a atingir a região em 3 décadas e são previstas "enchentes catastróficas"
  • Houve ordem de retirada para mais de 1,7 milhão de moradores da costa
  • Região tem voos cancelados
  • Brasileiros que moram na região fugiram das áreas de risco
ACOMPANHE (Vídeos mais abaixo)Florence perdeu força e deixa de ser considerado um furacão. Ele agora é classificado como uma tempestade tropical. Apesar disso, ainda são esperados alagamentos e inundações nas próximas horas.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA afirmou que o furacão Florence deve ter um "enfraquecimento significativo" durante o fim de semana à medida que se mover para o interior do continente.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA informou que Florence está a 105 km a sudoeste do balneário de Myrtle Beach, na Carolina do Sul, com ventos máximos sustentados de 150 km/h.
Nuvens do furacão Florence são vistas pela janela do avião cargueiro U.S. HC-C130J, que se aproximou de extremidade do furacão após decolar de base aérea na Georgia e voar por 2h30min. A foto feita na quarta-feira (12) foi divulgada nesta quinta-feira (13). (Foto: Technical Sgt. Chris Hibben/U.S. Air Force via Reuters)

O Centro Nacional de Furacões dos EUA reforçou o aviso de que Florence traz tempestades perigosas, que significam risco de vida para quem estiver na região. Deve haver enchentes rápidas e "catastróficas" nas duas Carolinas.

O furacão Florence está a cerca de 10 km a leste de Wilmington, com ventos máximos sustentados de 150 km/h.

O furacão Florence tocou o solo às 7h15 locais, 8h15 de Brasília, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA informou que o olho do furacão Florence tocou o solo do continente, próximo a Wrightsville Beach, no estado da Carolina do Norte.

O olho do furacão deve tocar o solo em breve em Wrightsville Beach, na Carolina do Norte.
Mar bravo atinge píer em Atlantic Beach, na Carolina do Norte, à medida que o furacão Florence se aproxima. (Foto: Travis Long /The News & Observer via AP)

Especialistas garantem que fenômeno similar ao furacão Florence é quase impossível no Brasil. 

O Centro Nacional de Furacões dos EUA afirmou que o olho do furacão deve tocar a costa da Carolina do Norte "bem logo".

A Carolina do Norte tinha 321.692 endereços com falta de luz às 6h da manhã locais. Os condados mais afetados são New Hanover, Carteret, Onslow, Pender e Craven.









Tube News, via G1
Postar um comentário