Tiroteio em capela mórmon deixa 1 morto e 1 ferido - Tube News

@otubenews

23 julho 2018

Tiroteio em capela mórmon deixa 1 morto e 1 ferido

Quando o serviço sacramental foi concluído e o primeiro orador da reunião começou a falar, O’Connor levantou-se, entrou pela porta da capela, sacou uma arma e matou Bert Miller, de 61 anos. Segundo testemunhas, os dois se conheciam há anos.

Tube News
Enquanto o sacramento estavam sendo passado ​​durante a reunião da Ala Fallon, nos Estados Unidos, no início da tarde de domingo, John Kelly O’Connor sentou-se em um assento do lado de fora do salão sacramental com alguns outros membros de sua congregação.

Quando o serviço sacramental foi concluído e o primeiro orador da reunião começou a falar, O’Connor levantou-se, entrou pela porta da capela, sacou uma arma e matou Bert Miller, de 61 anos. Segundo testemunhas, os dois se conheciam há anos.

“Não faço ideia do porquê ele atiraria em Bert Miller. Ele era o cara mais legal do mundo”, disse Rich Hutchings, membro da ala. “É absolutamente inacreditável.”

Miller foi atingido por diversos tiros. Testemunhas relataram ter ouvido de quatro a oito tiros.

“Foi um caos”, disse Steve White, outro membros da ala “As pessoas estavam gritando e pulando para o chão”.

“Foi um barulho muito alto”, disse Hutchings. Ele disse ter ouvido de 4 a 5 tiros, mais podia ter sido mais.

Ambos os homens estavam no lado leste da capela quando o tiroteio começou. White disse que olhou para cima e viu um homem de camisa azul escura sair pelas portas da capela no lado oeste do prédio. Ele disse que tinha cumprimentado O’Connor no corredor antes da reunião e que O’Connor estava usando uma camisa azul-escura.

Uma tiro atingiu outro homem de outro estado, que estava visitando a congregação. A bala atingiu-o na perna. A polícia disse que a lesão não é considerada uma ameaça à vida.

Testemunhas e policiais disseram que O’Connor apontou a arma para outro membro da ala que tentou confrontá-lo e saiu da capela em direção à sua casa.

A polícia da cidade de Fallon e do condado de Churchill rapidamente cercaram a casa de O’Connor. Um negociador falou com O’Connor por telefone e ele concordou em se render aos policiais.

O chefe de polícia de Fallon, Kevin Gehman, disse que é cedo demais para determinar um motivo, mas parece que O’Connor tinha o irmão Miller como único alvo, e não a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ou sua congregação em geral.

Gehman disse que a polícia de Fallon coletou informações, preparou um mandado de busca para a residência de O’Connor e recolheu relatos de várias testemunhas.

A reunião sacramental começou às 12h30. A polícia disse que recebeu uma ligação de emergência às 12h58. Uma testemunha disse que a polícia pediu aos membros da ala que ficassem depois da igreja até às 16h, para que pudessem coletar declarações das testemunhas.

“É traumatizante”, disse Hutchings. “Eu me sinto tão mal pela família Miller. Bert tem sempre foi cem por cento ativo e um bom discípulo. Nunca fez nada de errado. É chocante sabe que isso aconteceu.”

Dois membros da igreja disseram que O’Connor participou esporadicamente das reuniões da ala no ano passado.

A política de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias proíbe armas nas reuniões da igreja. Segundo o manual 2 de administração:


“As Igrejas são dedicadas para a adoração a Deus e como refúgio das preocupações e dos problemas do mundo. É impróprio o porte de armas letais, ocultas ou não, no interior dos edifícios da Igreja, exceto quando exigido por lei, como no caso de policiais.”

Depois do tiroteio, outro membro da ala tentou confrontar O’Connor, que apontou a arma para ele e disse: “Isso não é da sua conta”, disse Hutchings.

A polícia levou a congregação para o salão cultural e isolou a capela, segundo White.

22/07/2018
Uma pessoa morreu e outra está ferida na perna depois de um tiroteio em uma capela da Igreja em Fallon, Nevada, informou o Chefe de Polícia de Fallon, Kevin Gehman neste domingo.

Em uma conferência de imprensa triste na qual estiveram Gehman, o prefeito de Fallon, Ken Tedford e outros líderes da cidade, alguns dos detalhes do tiroteio na Igreja Mórmon em 750 W. Richards St. foram revelados.

Gehman disse que John Kelley O’ Connor, de 48 anos, entrou na igreja pouco antes das 13h e disparou tiros, em seguida, deixou a Igreja e foi caminhando para casa. O’Connor se rendeu depois que as autoridades ligaram para a residência e pediram a ele que se rendesse.

“É muito cedo para entender o motivo”, disse Gehman. Não parece ser um ataque à Igreja, que tinha cerca de 50 pessoas no momento, mas a uma pessoa.

Gehman reconheceu que os nomes das vítimas estão nas mídias sociais, mas disse que estão dando tempo para que os membros da família fiquem sabendo sobre o incidente antes de liberar os nomes.

“Nossos sentimentos aos familiares que perderam um ente querido a àqueles que estavam na igreja hoje onde a tragédia ocorreu”, disse Tedford.

Eric Hawkins, porta-voz da Igreja SUD em Salt Lake City, emitiu esta declaração:

“Expressamos nosso amor àqueles que estavam naquela congregação e nossas orações para as vítimas e seus familiares. Os líderes locais estão ministrando a eles neste momento”.

Mais detalhes serão publicados.

Por MormonSUD e Deseret News
Tube News
Postar um comentário