Meninos resgatados de caverna na Tailândia lamentam morte de mergulhador voluntário - Tube News

@otubenews

15 julho 2018

Meninos resgatados de caverna na Tailândia lamentam morte de mergulhador voluntário

A equipe de futebol dos "Javalis Selvagens" foram informados que Saman Kunan, que trabalhava como voluntário no resgate, morreu quando tentava estabelecer uma linha fornecimento de oxigênio na caverna em que estavam presos.
No Hospital Chiang Rai Prachanukroh, em Chiang Rai, os 12 meninos resgatados posam para foto com um desenho de Samarn Kunan, ex-mergulhador da Marinha tailandesa que morreu trabalhando para resgatá-los (Foto: Chiang Rai Prachanukroh Hospital AND Ministry of Public Health/Handout via REUTERS )
Tube News
Os 12 adolescentes resgatados depois de ficarem presos por 18 dias em uma caverna lamentaram a morte de um mergulhador tailandês durante as operações de socorro, informou neste domingo (15) o Ministério da Saúde.

A equipe de futebol dos "Javalis Selvagens" foram informados que, em 6 de julho, Saman Kunan, um navegador aposentado da Marinha tailandesa e que trabalhava como voluntário no resgate, morreu quando tentava estabelecer uma linha fornecimento de oxigênio na caverna em que estavam presos.

Os adolescentes, com idades de 11 a 16 anos, só ficaram sabendo dessa informação no sábado.

"Todos choraram e expressaram seus pêsames escrevendo mensagens em um desenho do capitão de corveta Saman e observaram um minuto de silêncio por ele", afirmou o secretário permanente do Ministério da Saúde, Jedsada Chokdamrongsuk, em um comunicado.
Militar da marinha e atleta de corrida de aventura, Saman Kunan morreu aos 38 anos ao levar suprimentos para grupo preso em caverna na Tailândia (Foto: Saman Kunan/Facebook)

Saman Kunan, triatleta e mergulhador, deixou a marinha em 2006 e trabalhava no aeroporto de Suvarnabhumi, em Bangcoc.

Quando soube dos meninos presos, se apresentou como voluntário para participar no resgate.

Os 12 meninos, entre 11 e 16 anos, e seu treinador de 25 anos entraram na caverna no dia 23 de junho. Com as fortes chuvas, a caverna inundou e o grupo ficou preso por nove dias sem comer até ser encontrado por dois mergulhadores britânicos.

A operação de resgate mobilizou mais de 1.000 pessoas.
Imagem divulgada nesta quarta-feira (11) mostra regatistas trabalhando na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia (Foto: Thai Navy Seal/via Reuters)
Mergulhadores estrangeiros e oficiais tailandeses retiraram os meninos em três grupos. Os primeiros quatro meninos chegaram ao hospital domingo (8). O restante do time foi dividido em dois grupos: um retirado na segunda (9) e o último, na terça (10).

Por G1
Tube News
Postar um comentário