Homem pula na água e se depara com tubarão na Austrália - Tube News

@otubenews

07 julho 2018

Homem pula na água e se depara com tubarão na Austrália

Vídeo com mais de 5 milhões de visualizações em 2014, volta a ser publicado como verdadeiro, porém é falso.
Vídeo bombou na web após usuário alegar que registrou encontro impressionante com tubarão branco na Austrália (Foto: Reprodução/YouTube/Terry Tufferson)

Tube News
Após virar sensação na web com um vídeo polêmico em que o usuário Terry Tufferson supostamente registra o momento em que fica cara a cara com um tubarão branco em Sydney, na Austrália, especialistas em efeitos especiais concluíram que a gravação é falsa.

Na gravação, o homem pula na água segurando uma câmera e, ao ouvir um grito de “tubarão” vindo de um colega, se depara com o predador, que apenas nada próximo dele e vai embora, permitindo que o australiano nade até a costa são e salvo. O registro obteve mais de 5 milhões de visualizações no YouTube.



Porém, peritos de edição digital identificaram alguns erros de continuidade e de edição no vídeo, “desmascarando” seu responsável.

De acordo com o jornal australiano “News.com.au”, Richard Farr, dono da empresa australiana “Digital Vídeo Experts”, analisou as imagens e apontou um momento em que o editor de vídeo “escorregou” e deixou transparecer a farsa. “Aos 59 segundos, o tubarão aparece no centro da imagem e, apenas um quadro depois, ele pula quase meio metro para a esquerda”, explicou o homem.

No entanto, Farr contou que ficou impressionado com o trabalho do usuário, e que até gostaria de oferecer um emprego em sua empresa de vídeos.

Já Tim Engelbrecht atacou de “detetive virtual” e fez um vídeo mostrando todas as falhas de edição na gravação original.
Peritos e 'detetives virtuais' desmascararam vídeo, e mostraram evidências de que gravação é falsa. Na imagem, tubarão parece se 'teletransportar' do centro da tela para o canto esquerdo, com menos de 1 segundo de diferença, indicando uma falha de edição (Foto: Reprodução/YouTube/Tim Engelbrecht)
Além do problema apontado acima, em que o tubarão “se teletransporta” de um canto para o outro, Tim apontou erros n a agitação da água, que não acompanha o movimento dos braços do banhista em certos momentos, indicando que duas imagens teriam sido sobrepostas.

Outra teoria do usuário é que, pelo comportamento do tubarão, ele não parecia incomodado com a presença do banhista se debatendo e gritando diante dele, e que as imagens do tubarão teriam sido gravadas separadamente, provavelmente durante uma expedição feita por uma equipe profissional.


Com informações do G1 em 2014
Tube News
Postar um comentário