Saiba como a Igreja Mórmon gerencia suas finanças

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou um artigo que detalha as finanças da instituição religiosa.
Sede mundial administrativa de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, localizada em Salt Lake City, Utah, EUA.

Tube News
O seguinte texto é um resumo das informações fornecidas por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias para ajudar a esclarecer como a Igreja lida com as suas finanças:

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias precisa de recursos consideráveis para cumprir o propósito para a qual foi estabelecida - pregar o evangelho de Jesus Cristo e convidar todos a segui-Lo. Recebidos principalmente dos dízimos e ofertas dados pelos membros da Igreja em todo o mundo, a Igreja segue três princípios fundamentais para governar os seus recursos financeiros e garantir que o trabalho continue em todo o mundo.

Eles são: gerir de acordo com um orçamento, evitar dívidas, poupar e investir para o futuro.

A Igreja apoia e mantém mais de 30.000 congregações com milhares de capelas e instalações por todo o mundo. Opera templos, centros de história da família, institutos e seminários, armazéns, centros de emprego, universidades e outras iniciativas de educação superior, além de supervisionar o trabalho de proselitismo e serviço de 70.000 missionários em todo o mundo.

Como a Igreja não é uma instituição financeira ou lucrativa, os seus recursos são usados para o objetivo de pregar o evangelho e convidar todos a virem a Cristo. Embora a Igreja não publique detalhes das suas finanças para o público, ela fornece todas as informações financeiras exigidas por lei.

Embora muitos possam pensar que a influência generalizada e os ativos imobiliários da Igreja indiquem que ela é uma organização financeiramente lucrativa, a atual prosperidade da Igreja apenas reflete e é medida pela fé de seus membros ao observar a lei do dízimo e seguir princípios para uma vida previdente e a autossuficiência. Os edifícios pertencentes à Igreja só são mantidos e renovados pelo apoio contínuo dos membros fiéis da Igreja.

A Igreja paga todos os impostos exigidos por lei. Isso é verdade em todo o mundo, pois a Igreja segue as leis exigidas por cada nação em que está presente. Entidades afiliadas à Igreja que são organizadas como corporações com fins lucrativos pagam todos os impostos exigidos sobre o seu lucro líquido.

Para evitar qualquer uso indevido de fundos, a liderança da Igreja assegura que todas as despesas sejam aprovadas pela Primeira Presidência, o Quórum dos Doze Apóstolos e o Bispado Presidente. Profissionais certificados também realizam auditorias regulares para garantir que as práticas estejam de acordo com as políticas e princípios da Igreja.

Seguindo o princípio de preparação para o futuro, a Igreja mantém reservas diversificadas, incluindo ações, títulos, imóveis comerciais e residenciais e propriedades agrícolas. Todos os fundos são investidos exclusivamente para apoiar a missão da Igreja e ajudar na preparação para a Segunda Vinda do Senhor. A Igreja escolhe cuidadosamente os seus investimentos com a ajuda de consultores financeiros profissionais certificados. A maioria das reservas da Igreja é financiada através dos dízimos sagrados e ofertas dadas pelos membros. Os fundos de reserva da Igreja têm sido historicamente usados quando os recursos são escassos ou quando o crescimento da Igreja considera a necessidade de recursos extras. Esses fundos garantem o futuro e asseguram que os recursos necessários continuarão disponíveis enquanto a Igreja cresce.

Reconhecendo uma necessidade crescente de assistência humanitária e de bem-estar em todo o mundo, a Igreja gastou bilhões de dólares para ajudar a atender a essas necessidades nos últimos anos. Entidades afiliadas à Igreja também contribuem para esses fundos e doam regularmente a várias causas de caridade. Muitos membros da Igreja doam o seu próprio tempo e recursos para também ajudar nesses esforços. A Igreja dedica recursos significativos a esforços educacionais e humanitários destinados a ajudar as pessoas a sair da pobreza e alcançar a autossuficiência. À medida que a Igreja cresce, são necessários meios financeiros crescentes para continuar a pregar a mensagem de Jesus Cristo. A Igreja continua a manter e construir suas reservas em antecipação a esse crescimento.

Os membros da igreja doam 10 por cento do seu rendimento para a Igreja como dízimo. É através desse princípio espiritual que o Senhor financia a Sua Igreja. Os membros acreditam que as prometidas bênçãos espirituais e temporais chegam àqueles que obedecem aos mandamentos de Deus.

Todos os fundos da Igreja existem e são usados para o propósito singular de apoiar a missão da Igreja.

Por Sala de Imprensa Mórmon, sendo um resumo das informações da Igreja divulgadas pelo Bispo Presidente Caussé, 22 de maio de 2018
Tube News

Nenhum comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: