Pornografia | Rapaz mórmon fala sobre sua luta contra o vício - Tube News

@otubenews

06 junho 2018

Pornografia | Rapaz mórmon fala sobre sua luta contra o vício

Agora, há alguns meses sóbrio de seu vício em pornografia, Bray compartilhou um vídeo sobre o seu vício no Facebook para o Dia Nacional para Excluir o Snapchat.
Bray Hallman e seu irmão. (Foto: repordução/ MormonSUD.net)
Tube News
“Quando eu tinha a idade desse rapaz aqui, 12 anos, vi pornografia pela primeira vez”, Bray Hallman de 20 anos diz em um vídeo na sua conta do Facebook. “Fiquei viciado desde aquele dia”, ele conta.

Sentado ao lado de seu irmão mais novo em um pátio externo, Bray relata como começou o seu vício em pornografia. E diz que no início era uma válvula para aliviar o estresse e encontrar um pouco de felicidade. Mas com o passar do tempo e com seu vício em pornografia ficando mais forte, ele ficou deprimido e tinha pensamentos suicidas enquanto via o seu vício destruir relacionamentos com amigos e familiares.

Então Bray baixou o Snapchat, um aplicativo que permite aos usuários enviar e receber fotos que são automaticamente excluídas depois de um certo tempo. O aplicativo de mídia social acabou por ser outra fonte de pornografia, sugerindo artigos pornográficos para ele ver junto com a capacidade de enviar e receber fotos inapropriadas que sumiriam em breve.

Agora, há alguns meses sóbrio de seu vício em pornografia, Bray compartilhou um vídeo sobre o seu vício no Facebook para o Dia Nacional para Excluir o Snapchat e conscientizar sobre como a pornografia é acessível e quais são as terríveis consequências que ela como pode trazer para crianças com idade suficiente para ter ou mexer em um smartphone. A quantidade de crianças que têm acesso a smartphones, e logo à pornografia também, é muito grande.

“Ser exposto a [pornografia] com 12, 13 anos de idade pode arruinar a vida de uma criança”, diz Bray. “Só queríamos dizer isso a todos. Talvez façamos a diferença no mundo.”

Assista ao vídeo completo de Bray Hallman e seu irmão Brian falando mais sobre o vício em pornografia abaixo. Se estiver lutando contra essa praga, busque ajuda para livrar-se dela e dos inúmeros efeitos negativos que ela traz à sua vida e à vida daqueles que amam você.


Cosmo After Dark
O Snapchat pôs fim a um canal controverso em sua seção "Discover" depois de enfrentar uma forte repercussão por seu conteúdo pornográfico. "Cosmo After Dark", um canal digital no aplicativo, apresentou discussões explícitas sobre sexo, pornografia e outros assuntos adultos. De acordo com a revista Cosmopolitan, o canal era "uma edição semanal com audiência diária que é transmitida todas as sextas-feiras às 18h e é exclusivamente dedicada a todas as coisas quentes e divertidas".

No entanto, o novo canal foi recebido por pais indignados que estavam preocupados com a capacidade de seus filhos de acessar o conteúdo, mesmo com restrições dos pais. A pior parte era que não havia como os pais ou os filhos desligarem.


Em um post publicado pelo cão de guarda e organização educacional Protect Young Eyes, Chris McKenna explica por que o recurso precisava ser desativado. "Cosmo After Dark parece incluir um novo nível mais pornográfico de conteúdo sexualizado, mesmo para os padrões do Snapchat", escreve McKenna. "É por essa razão que Protect Young Eyes está tão preocupado. Snapchat parece desesperado. Como uma empresa de capital aberto, ganhar dinheiro é importante. Nas águas sangrentas da competição nas mídias sociais, é um frenesi de alimentação, e há sinais de que o Snapchat não Portanto, tudo parece ok. Eles não vão dizer não a ninguém."

McKenna explicou ainda como ele conversou com alguns alunos da 240ª série do ensino médio e ficou chocado ao descobrir que 80% deles estavam ativos no Snapchat. Por causa dessa ameaça, a Protect Young Eyes está incentivando os pais a serem proativos em relação ao conteúdo que seus filhos veem nas redes sociais. A PYE recomendou que os pais fizessem o download do "Bark", um serviço premiado que "monitora de forma proativa mensagens de texto, e-mails e 24 redes sociais diferentes para possíveis preocupações de segurança, para que pais ocupados economizem tempo e tranquilidade".

Bark trabalha em um sistema de responsabilidade tripla: "Monitor, Detectar, Alertar". De acordo com seu site, o aplicativo envia "alertas automáticos via e-mail e texto quando os algoritmos da Bark detectam riscos potenciais", o que significa que "você não precisa vasculhar todos os posts e textos". "Mantenha o bom trabalho! Pornô seqüestra cérebros. A pornografia exige que você a alimente e nunca fique cheia", comentou uma pessoa no post de McKenna, destacando esse novo desenvolvimento do Snapchat. "Eu agradeço por você compartilhar esta informação. Difícil acompanhar tudo o que está chegando aos nossos filhos e famílias", acrescentou outro comentarista. "Eu pessoalmente acho que absolutamente precisamos estar guardando essas coisas de nossos filhos!"

por MormonSUD.net e CBN.com
Tube News
Postar um comentário