Em hotel no Peru, hóspedes dormem em cápsulas a 400m de altura - Tube News

@otubenews

29 junho 2018

Em hotel no Peru, hóspedes dormem em cápsulas a 400m de altura

"Quartos" do Skylodge Adventure Suites acomodam até quatro pessoas por vez.
Skylodge Adventure Suites permite que hóspedes fiquem dentro de uma cápsula suspensa e transparente  (Foto: Reprodução/Natura Vive)
Tube News
Viajar é uma oportunidade para se aventurar e ter grandes experiências. Se você gosta de desafios, uma boa ideia é ficar hospedado em um hotel preso a uma falésia a 400 metros de altitude.

Isso é possível se você estiver hospedado no Skylodge Adventure Suites, um hotel localizado nas encostas do Vale Sagrado dos Incas, no Peru. Os hóspedes ficam dentro de uma cápsula suspensa e transparente enquanto podem apreciar a vista ao redor.
Skylodge Adventure Suites permite que hóspedes fiquem dentro de uma cápsula suspensa e transparente  (Foto: Reprodução/Natura Vive)


Para chegar até o quarto, os visitantes precisam fazer uma escalada. Quando chegam ao topo, recebem de um guia instruções e equipamentos de segurança para ficar no quarto. Para sair, os os hóspedes descem por uma tirolesa.

São três cápsulas, cada uma com quatro camas, mesa de jantar e um banheiro privativo separado por uma parede de isolamento de ruído.Todas têm seis janelas e quatro dutos para ventilação. As lâmpadas são carregada por energia solar, assim como a luminária de leitura ao lado da cama.
Skylodge Adventure Suites permite que hóspedes fiquem dentro de uma cápsula suspensa e transparente  (Foto: Reprodução/Natura Vive)

Skylodge Adventure Suites permite que hóspedes fiquem dentro de uma cápsula suspensa e transparente  (Foto: Reprodução/Natura Vive)


O jantar é feito dentro da cápsula, enquanto o café da manhã é tomado em uma mesa sobre o teto - com os equipamentos de segurança, é claro.
Skylodge Adventure Suites permite que hóspedes fiquem dentro de uma cápsula suspensa e transparente  (Foto: Reprodução/Natura Vive)

A experiência custa US$ 400 por pessoa (cerca de R$ 1600) por noite.

Veja vídeo:

Texto de Revista PEGN
Tube News
Postar um comentário