Buscas por 12 crianças que sumiram em caverna da Tailândia entram no 7º dia - Tube News

@otubenews

30 junho 2018

Buscas por 12 crianças que sumiram em caverna da Tailândia entram no 7º dia

12 menores e um adulto, integrantes de um time de futebol, entraram em caverna para se protegerem de fortes chuvas.
Soldados participam de operações de resgate na caverna Tham Luang, na Tailândia, nesta sexta-feira (29) (Foto: Lillian Suwanrumpha / AFP)

Tube News
As equipes de resgate, apoiadas por militares, policiais e analistas internacionais, continuam buscando 12 crianças que integram um time de futebol, e o seu treinador, desaparecidos há uma semana em uma caverna do norte da Tailândia.

Bicicletas, calçados e outros pertences dos desaparecidos foram encontrados no último sábado na entrada da gruta por um grupo de oficiais do Parque Natural Tham Luang-Khun Nam Nang, na província de Chiang Rai.

Os guardas florestais, após uma primeira exploração onde entraram cerca de 3km na caverna, deram o alarme nesse dia para ativar uma operação onde participaram até o momento cerca de 1,3 mil soldados, entre eles mergulhadores e experientes espeleólogos do Reino Unido.

A caverna, de aproximadamente 10km de comprimento, está parcialmente inundada por causa do temporal que castiga a região.

A porta-voz das equipes de emergência, Ruetaiwan Patisen, afirmou que as galerias que estão "inundadas" teriam impedido que as pessoas presas deixassem o local.

As equipes usam 20 bombas de extração para reduzir o nível da água nas partes inundadas da caverna, onde ainda não localizaram os menores - com idades entre 11 e 16 anos - e o adulto - de 25 anos.

Outras equipes buscam acessos alternativos à gruta.

As autoridades lançaram ontem, a partir de cavidades encontradas, pacotes com comida e outros efeitos de emergência com o objetivo que sejam encontrados pelas crianças e o adulto.

O primeiro-ministro da Tailândia, o general Prayut Chan-ocha, seguiu ontem para a região, com o objetivo de apoiar os familiares dos desaparecidos e aos membros das equipes de resgate.


Por Agencia EFE
Postar um comentário