MARANHÃO: CHUVA DEIXA RUAS E AVENIDAS ALAGADAS EM SÃO LUÍS

Avenida Carlos Cunha houve lentidão no trânsito e motoristas enfrentaram grandes filas de engarrafamento.
Grande volume de água tomou conta da Avenida Carlos Cunha em São Luís (Foto: João Ricardo/G1)

Tube News
A chuva que cai desde a madrugada desta segunda-feira (16) em São Luís já deixou ruas e avenidas completamente alagadas. Na Avenida Colares, no bairro Renascença, a água tomou conta de toda extensão da via dificultando a passagem de veículos e pedestres.

Situação parecida ocorreu na Avenida São Marçal, situada no bairro João Paulo, onde tráfego de veículos ficou paralisado em virtude do grande volume de água que escorreu na avenida que dá acesso a diversos bairros da capital.

Na Avenida Carlos Cunha houve lentidão no trânsito e motoristas enfrentaram grandes filas de engarrafamento.
Casas foram inundadas em Tuntum, após a maior chuva registrada nos últimos 30 anos na região (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Chuva no Maranhão
A chuva que vem ocorrendo durante os últimos dias no estado do Maranhão já causou estragos e deixou milhares de pessoas desabrigadas no estado. Atualmente, segundo a Defesa Civil, o número de desabrigados já chega a 2006.

Da manhã de sábado (14) para a manhã de domingo (15), Caxias foi acrescentada na lista de cidades em situação de emergência. O município é a nona cidade a ser incluída na lista, que conta também com Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, São João do Sóter, Tuntum.
Cheia do Rio Mearim deixa mais de 130 desabrigados em Pedreiras (MA). (Foto: Reprodução/TV Mirante)

No total, são 20 cidades maranhenses afetadas pelas chuvas em todo o estado. São as cidades de: Marajá do Sena, Pedreiras, Trizidela, Caxias, Lago dos Rodrigues, Presidente Vargas, Brejo, Bacabal, Imperatriz, São João do Sóter, Tuntum, Codó e Formosa da Serra Negra.

Os municípios de São Luís Gonzaga, Rosário, Timbiras, Cantanhede, Nina Rodrigues, Paulino Neves e Araioses atualmente estão em estado de alerta e a Defesa Civil também acompanha a situação.

Por G1
Tube News
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.