EM NOVELA, ASSÉDIO DE MÉDICO É ROMANTIZADO E VIRA PIADA

Em O Outro Lado do Paraíso, TV Globo, episódio do último dia 16, o médico Elder assedia sua paciente, Suzy, em uma cena questionável do ponto de vista ético da profissão.
(GLOBO/REPRODUÇÃO)

Tube News
Os roteiristas de O Outro Lado do Paraíso pisaram na bola de novo. Depois da criticada cena endossando amamentação cruzada, uma virgindade leiloada e abordagens equivocadas de estupro e pedofilia, a novela romantizou e fez piada com assédio sexual. No retorno de Suzy (Ellen Roche) ao trabalho no hospital, depois de dar à luz à filha, ela se consulta com o ginecologista Elder (Carlos Bonow). A cena, escrita como comédia, foi um tiro que saiu pela culatra.

A história começa mal antes mesmo do exame se iniciar. Encantada com a filha, Suzy conta ao médico que a pequena é a bebê mais linda do mundo. “Se puxar à mãe, será uma bela mulher”, comenta Elder, olhando a paciente de cima abaixo. Ao som de K.O., de Pablo Vittar, Suzy descobre os pés na maca e o médico, esquecendo completamente a conduta profissional, começa a beijá-los. A cena corta com o casal se enlaçando na maca.

Embora a cena tenha sido escrita com Suzy consentindo e endossando o assédio, é irresponsável que os roteiristas tratem o tema dessa maneira. Em tempos de Larry Nassar, médico da equipe de ginástica olímpica dos EUA que abusou de 156 meninas ao longo de décadas, uma cena assim é um desserviço, por romantizar e fazer piada com um assunto tão sério.

Por Carla Campoli, do Metrópoles
Tube News
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.