ALEMANHA: ATROPELAMENTO EM MÜNSTER DEIXA 3 MORTOS E 20 FERIDOS

Motorista da van se matou com um tiro depois do atropelamento.
Área de Münster, onde ocorreu o atentado a pedestres (Foto: Reprodução/Corriere Della Sera)

Tube News
Ao menos três pessoas morreram atropeladas por uma van que avançou sobre pedestres em frente a um bar neste sábado (7), no centro de Münster, no noroeste da Alemanha. Também há pelo menos 20 feridos, seis deles em estado grave, de acordo com agências internacionais.

O motorista se matou depois dentro do veículo, com um tiro.

De acordo com a AFP, a imprensa local trata o ocorrido como atentado, mas essa hipótese está descartada pelas autoridades, ao menos por enquanto.

Herbert Reul, ministro do Interior da Renânia do Norte-Westfália, grande estado industrial onde fica Münster, afirma que não foi encontrado até agora "nenhum indício" de atentado islamita no atropelamento. Segundo ele, a investigação inicial aponta que o agressor é um cidadão alemão, "e não, como se afirmou, um refugiado ou algo assim".

Há, ainda, a suspeita de que o homem tivesse problemas psiquiátricos.

A van atropelou pessoas que estavam em frente ao famoso bar Kiepenkerl, em um dos primeiros dias de primavera na cidade, quando lojas e cafés estavam lotados.

A cidade de Münster tem cerca de 300 mil habitantes.
Área de Münster, onde ocorreu o atentado a pedestres (Foto: Reprodução/Corriere Della Sera)

A polícia pediu à população que evite a região do centro da cidade. As investigações estão concentradas perto do Kiepenkerl, que fica no meio da cidade velha de Münster, área muito frequentada por moradores e turistas.

O governo alemão expressou solidariedade às vítimas do atropelamento.

"Terríveis notícias de Münster. A polícia da Renânia do Norte-Vestfália os mantém informados. Nossos pensamentos estão com as vítimas e seus parentes", escreveu a vice-porta-voz do governo, Ulrike Demmer, na rede social Twitter.

Atentado em 2016
Em dezembro de 2016, um caminhão invadiu uma feira de Natal em Berlim, deixando 12 mortos e 70 feridos. O tunisiano Anis Amri, responsável pelo atentado, foi morto pela polícia da Itália 4 dias depois.

Por G1
Tube News
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.