POLICIAIS E ESTUDANTES ENTRAM EM CONFRONTO EM ESCOLA DE SP - Tube News

@otubenews

09 março 2018

POLICIAIS E ESTUDANTES ENTRAM EM CONFRONTO EM ESCOLA DE SP

Direção havia chamado polícia para coibir tráfico e consumo de drogas na Escola Estadual Imperatriz Leopoldina.




Tube News
Policiais militares e estudantes entraram em confronto em uma escola estadual na Zona Norte de São Paulo, segundo o SP2 desta sexta-feira (9). A polícia foi chamada pela própria direção para coibir o tráfico e o consumo de drogas dentro da instituição.

Nesta sexta, as portas do colégio estavam trancadas e nenhum funcionário quis comentar o que ocorreu dentro da Escola Estadual Imperatriz Leopoldina, no Jardim Japão, na noite de quinta-feira (8).

Veja o vídeo:

Um aluno filmou com uma câmera de celular o momento em que dois policiais tentavam dominar um rapaz, aplicando uma gravata até que ele desmaiasse. Depois, o policial verifica se o coração do estudante está batendo.

Próximo a esta cena, outros dois policiais lutam contra outros rapazes. Um dos alunos leva socos.


A confusão aconteceu em um corredor, que dá acesso ao pátio e a secretaria da escola. Já passava das 22 horas, quando os primeiros policiais chegaram, atendendo a um chamado para impedir o tráfico e o consumo de drogas na porta e dentro da escola.

Quatro alunos foram levados para a delegacia e prestaram depoimento. Uma estudante, que foi presa, disse no depoimento que “xingou os policiais de ‘lixo’ e que muitos alunos também os xingavam. Inclusive, alguns deles queriam ir para cima dos policiais”. Ela ainda diz que “não concordou com a forma agressiva com que tratavam alguns alunos”.

Outro estudante preso explicou que lutou com um dos policiais militares porque “viu o policial enforcando um estudante”, disse que “não xingou os policiais, mas deu socos neles”, e que os “policiais lhe deram uma rasteira”.

Um dos policiais justificou porquê partiu para o confronto. "Enquanto efetuava a detenção dos indivíduos foi atingido no supercílio, onde sofreu um corte suturado com três pontos", segundo o boletim de ocorrência (BO).

Uma estudante disse à reportagem que a agressão partiu dos colegas dela. “Tiveram que prender quatro pessoas - duas meninas e dois rapazes - por causa dessa confusão. Eles desacataram os policiais e foram pra cima tentando agredi-los”, disse.

Três policiais saíram feridos da confusão na Escola Imperatriz Leopoldina. Todos passam bem. A PM considerou que a conduta deles não foi a recomendada para aquela situação.

Tapa e soco

Na quinta, o SP2 mostrou o flagrante de outra abordagem policial violenta. Mesmo sem esboçar qualquer reação, um jovem de 18 anos leva tapas e socos de dois policiais militares. O rapaz levou três pontos na boca.

O soldado Natanael Lucas Menezes e o tenente Renan George Rocha dos Santos foram afastados das ruas e prestaram depoimento na manhã desta sexta, na corregedoria da PM. O advogado deles diz que os policiais negam a agressão.

“Falaram que no momento da abordagem houve resistência, tentaram virar o corpo do rapaz, quando houve desequilíbrio e ficou parecendo uma agressão”, justificou.


Por César Galvão, SP2
Tube News
Postar um comentário