RJ: ÔNIBUS É INCENDIADO EM DIA DE TENSÃO NA ROCINHA E NO VIDIGAL - Tube News

@otubenews

25 janeiro 2018

RJ: ÔNIBUS É INCENDIADO EM DIA DE TENSÃO NA ROCINHA E NO VIDIGAL

Via ficou fechada em seus dois sentidos. PM faz operação nas duas comunidades, controladas pela mesma facção. Dois PMs do Choque e um morador ficaram feridos.
Ônibus incendeia na Av. Niemeyer (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Tube News
Um ônibus foi incendiado na Avenida Niemeyer, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, na altura do hotel Sheraton, por volta das 17h desta quinta-feira (25). O dia foi de muita tensão e tiroteio nas comunidades do Vidigal e da Rocinha, onde a polícia fez operações. Pelo menos seis pessoas ficaram feridas e quatro suspeitos foram presos.

Segundo a Polícia Militar, o protesto na Niemeyer ocorreu após um homem ser preso pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Vidigal. Com ele foi apreendido um fuzil AK-47 e uma pistola nove milímetros.

Fumaça na região da Niemeyer é vista desde a praia de Ipanema (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A fumaça preta do ônibus em chamas foi vista por banhistas que estavam na praia do Leblon e de Ipanema. Testemunhas contaram que muitos foram embora da areia após ouvirem tiros.

Segundo informações obtidas pela TV Globo, a tensão no Vidigal tem relação direta com os tiroteios na Rocinha, comunidade vizinha e controlada pela mesma quadrilha. Mais cedo, policiais militares do Batalhão de Choque fizeram uma operação na favela da Rocinha. Pelo menos seis pessoas ficaram feridas, incluindo um morador e dois policiais.

Número da operação:

1 morador ferido
4 suspeitos presos, 3 deles feridos
2 PMs do Batalhão de Choque feridos, 1 em estado grave
7 fuzis e 5 pistolas apreendidos.

À tarde, o clima continuava tenso na comunidade. Segundo o jornal O Globo, a 11ª DP (Rocinha) chegou a ser cercada de policiais por precaução, após ameaças de invasão.

Armas encontradas pela PM na Rocinha (Foto: Reprodução/Polícia Militar)

Recorde de tiroteios: 8 só nesta quinta
O aplicativo Onde Tem Tiroteio registrou oito troca de tiros, um recorde desde que eles começaram a fazer esse levantamento, em agosto de 2016. Em todo o mês de janeiro, o aplicativo registrou vinte e oito tiroteios.

A operação desta quinta é ação planejada há 15 dias pela Polícia Militar, através do Comando de Operações Especiais (COE), Comando de Polícia Pacificadora (CPP) e Unidades do 1º e 2º Comandos de Policiamento de Área (CPA). O objetivo é prender criminosos e apreender suas armas. O início da operação foi na quarta-feira (24), na Cidade de Deus.

As operações na Rocinha se intensificaram em setembro do ano pasasdo, após estourar uma guerra entre quadrilhas rivais de traficantes, lideradas por Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, e Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157. As Forças Armadas chegaram a dar apoio à ocupação.

Balanço das operações desde 18 de setembro de 2017 até as 18h30 desta quinta-feira:

9 policiais feridos
1 mulher morta (turista espanhola)
9 moradores feridos
82 presos
17 menores apreendidos
32 suspeitos mortos
3 suspeitos feridos
35 fuzis
3 submetralhadoras
6 espingardas calibre 12
53 pistolas
5 simulacros de fuzis
3 simulacros de pistola
61 granadas/ artefatos explosivos
Mais de 2 toneladas de drogas


Por G1 Rio, TV Globo e GloboNews
Tube News