RS: CHUVA, GRANIZO E VENTANIA ATINGEM CENTENAS DE CASAS NO INTERIOR - Tube News

@otubenews

11 outubro 2017

RS: CHUVA, GRANIZO E VENTANIA ATINGEM CENTENAS DE CASAS NO INTERIOR

Uma das regiões mais afetadas foi a Noroeste, onde cerca 400 casas foram atingidas. Porto Alegre sofreu com alagamentos.

Avenida Brino, na Zona Norte de Porto Alegre, alagada nesta quarta-feira (11) (Foto: Leonardo Specht/Arquivo pessoal)

Tube News
A chuva chegou com ventania e granizo ao Rio Grande do Sul e provocou alagamentos desde a madrugada desta quarta-feira (11). A região mais afetada foi a Noroeste, onde ao menos 400 casas foram atingidas.

Em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, cerca de 200 produtores sofreram estragos na lavoura de fumo.

Também foram registrados estragos causados pelo granizo em Cotiporã, na Serra. As pedras, em grande quantidade, afetaram plantações e a força do vento destelhou parte de uma igreja.

Na cidade de Porto Xavier, onde a chuva intensa causou prejuízos em 400 casas, a Defesa Civil municipal percorre os bairros para auxiliar os mais atingidos, distribuindo lonas.

Igreja afetada pela ventania (Foto: Leandro Merlo/Arquivo Pessoal)

Na cidade de Maçambará, na mesma região, a chuva da madrugada chegou com pedras de gelo. De acordo com a Defesa Civil, duas casas foram danificadas.

Em Porto Alegre, desde as primeiras horas do dia a chuva forte provocou alagamentos e trechos de ruas foram interditados.

Gelo acumulado pelas ruas após (Foto: César Dal Mas/Arquivo Pessoal)

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul ressalta que a situação deve persistir, sendo que entre esta quarta e a quinta-feira (12) podem ser registrados ventos de até 90 km/h, com trovoadas e granizo, principalmente na metade Norte do estado.

Chuva forte causa alagamentos em Porto Alegre
quarta-feira (11) começou com chuva forte em Porto Alegre e Região Metropolitana. Na capital gaúcha, a precipitação ultrapassou a metade da média histórica de outubro inteiro em 24 horas, com mais de 70 mm no Centro, conforme dados do Centro Integrado de Comando.

A média histórica de precipitação pluviométrica no mês é de 114,30 mm. Na madrugada, houve queda de granizo em áreas afastadas, na Zona Sul da cidade.

Desde o início da manhã, há acúmulo de água em vários pontos da cidade. Também há um semáforo fora de operação nas esquinas da Avenida Icaraí com a Rua Coronel Claudino, o que prejudica ainda mais o trânsito na região.

Proprietário de restaurante na Zona Norte queixa-se dos frequentes alagamentos em dias de chuva (Foto: Leonardo Specht/Arquivo pessoal)

Na Zona Norte, porém, a situação é ainda mais complicada. Proprietário de uma churrascaria na região, Leonardo Specht se queixa dos constantes transtornos provocados em dia de chuva.

"Qualquer chuva, alagamento, não se pode trabalhar", reclama ele, cujo estabelecimento fica na Avenida Brina, próximo da Avenida Assis Brasil.

Além disso, devido aos transtornos causados pelo grande volume de chuva, as Unidades de Saúde Sarandi e Laranjeiras estão fechadas.

Também há linhas de ônibus desviadas na Zona Norte por causa do transbordamento do Arroio Sarandi. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) reforça a atenção dos motoristas porque a situação deve se agravar ao longo do dia.

A previsão é de que a chuva continue ao menos até sexta (13). Além de não se descartar vento forte e queda isolada de granizo em alguns pontos, a chuva deve se manter forte, com volumes elevados no período.

Tube News
Postar um comentário