A ILHA QUE DURANTE MEIO ANO É DA FRANÇA E NA OUTRA METADE DA ESPANHA - Tube News

@otubenews

13 outubro 2017

A ILHA QUE DURANTE MEIO ANO É DA FRANÇA E NA OUTRA METADE DA ESPANHA

Como essa ilha fica bem no meio, ela também deveria ser dividida na metade entre os dois países, mas não foi isso que aconteceu.

Ilha dos Faisões possui domínio intercalado entre Espanha e França

Tube News
Entre os anos de 1618 e 1648, aconteceu a chamada Guerra dos Trinta Anos, uma disputa por conta das reformas protestantes que aconteciam na época e que envolveram uma série de países. Ela chegou ao fim, oficialmente, apenas em 1959, com a assinatura do Tratado dos Pirineus, entre a França e a Espanha, que também ajudou a definir as fronteiras entre os dois países.

Como é costume em vários lugares, o curso de um rio foi determinante para essa demarcação. Nesse caso específico, foi usado o traçado do rio Bidassoa, que deságua no Golfo da Biscaia. O Tratado dos Pirineus foi assinado na Ilha dos Faisões, uma pequenina ilha bem no meio do rio, inabitada, com 215 metros de comprimento e 38 metros de largura.

Como essa ilha fica bem no meio, ela também deveria ser dividida na metade entre os dois países, mas não foi isso que aconteceu. Durante seis meses do ano, ela é administrada pela França e depois passa a ser da Espanha, onde “permanece” também por seis meses! E o mais curioso é que antes da assinatura do tratado ela não pertencia a ninguém! Como era um território neutro, espanhóis e franceses a usavam como um porto seguro para troca de prisioneiros de guerra.

Outros grandes eventos diplomáticos também aconteceram na Ilha dos Faisões: foi lá que o rei francês Luís XIII conheceu a noiva espanhola Ana da Áustria, cujo irmão Filipe IV se interessa pela irmã do rei da França! Depois, foi a vez do filho de Luís XIII, o Luís XIV, conhecer sua noiva espanhola, chamada Maria Teresa.

Hoje em dia, os visitantes só podem ver a Ilha dos Faisões de um barco que passa a pouco mais de 100 metros dela, mas não são permitidas visitas. Apenas os responsáveis pela manutenção e limpeza da ilha – ora da França, ora da Espanha –, além de comandos navais dos dois países, possuem autorização para entrar ali.

Tube News
Postar um comentário