IGREJA MÓRMON EXCOMUNGA AUTORIDADE GERAL; ENTENDA - Tube News

@otubenews

10 agosto 2017

IGREJA MÓRMON EXCOMUNGA AUTORIDADE GERAL; ENTENDA

A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos da Igreja SUD, excomungou James J. Hamula, um membro do Quórum dos Setenta De A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

James J. Hamula, em uma Conferência Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Tube News
“James J. Hamula foi desobrigado como Setenta Autoridade Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias após uma ação do conselho disciplinar realizada pela Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos”, afirmou Eric Hawkins, porta voz de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Hamula estava servindo como autoridade geral e membro dos Setenta há nove anos, desde que foi chamado em abril de 2008. Ele serviu anteriormente como Presidente da Área do Pacífico e era o diretor executivo assistente para o Departamento de História da Igreja de 2014 a 2016.


CONSELHOS DISCIPLINARES

Este tipo de ação é extremamente rara, mas quando necessária, um conselho disciplinar para líderes sêniores da Igreja é organizado com os membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze. Os líderes da Igreja disseram que espera-se que eles estejam dentro dos mesmos padrões exigidos de todos os outros membros, ou até mesmo mais elevados.

A Igreja confirmou que esta ação não foi realizada por causa de desilusão ou apostasia. “Todos as ações disciplinares da Igreja são conduzidas em completa confidencialidade.” De acordo com um artigo no site oficial Mormon Newsroom. “Os líderes da Igreja têm a solene responsabilidade de manter confidenciais todas as informações recebidas ou confessadas em entrevistas. Para proteger essa confidencialidade, a Igreja não discute os procedimentos de um conselho disciplinar”.

“Em casos raros”, diz o artigo, “a decisão resultante de um conselho disciplinar pode ser divulgada publicamente para prevenir quaisquer problemas causados por mal-entendidos”.

A mais recente excomunhão de uma Autoridade Geral SUD havia sido do Setenta George P. Lee, em 1989. Primeiro indígena americano a tornar-se Autoridade Geral, Lee caracterizou “líderes SUD como homens fúteis inclinados a remover os índios do seu legítimo lugar na teologia mórmon”, segundo reportagem do Deseret Newsà época. Segundo a Igreja, a sua excomunhão fora devido a “apostasia e conduta incompatível como membro da Igreja”. Suas cartas abertas à Primeira Presidência podem ser lidas aqui. Investigação jornalística posterior descobriu que Lee havia sido excomungado também pelo abuso sexual de uma criança no “Programa de Colocação de Alunos Índios” da Igreja SUD.

Veja abaixo uma publicação do Facebook de um ex-missionário que serviu sob a direção de James J. Hamula, o qual estava servindo como Autoridade Geral dos Setentas de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e foi excomungado no dia 08 de agosto.

Randy McDougal escreveu em sua conta pessoal do Facebook:


Talvez você tenha ouvido falar sobre a desobrigação e excomunhão do Elder Hamula hoje. Nos próximos dias, provavelmente você vai ouvir muitas especulações e rumores sobre esse homem. Antes que o mundo comece a andar por esse caminho, deixe-me contar sobre o que eu conheço deste homem.

Eu conheço Elder Hamula e sua família por mais de 20 anos. Ele foi meu presidente de missão. Ele e sua família continuam a ser nossos amigos próximos. Nós mantivemos contato ao passar dos anos. Recentemente, minha esposa e eu nos encontramos com Elder e Sister Hamula em uma lanchonete em Provo depois de um treinamento que eles tiveram com os novos presidentes no Centro de Treinamento Missionário.

Durante todos esses anos que o conheço, eu nunca estive mais orgulhoso dele do que estou agora. Eu quero dizer isso de forma enfática. Eu amo Elder Hamula e estou muito orgulhoso dele.

Ele tem um profundo e duradouro testemunho do Salvador, o Evangelho, e a Expiação. O testemunho, amor, e preocupação pelos irmãos e irmãs que vocês veem durante seus discursos de conferência geral é real. Eu sempre soube que ele era um homem inspirado com seus olhos voltados para a eternidade. Ele é humano? Claro que sim! Ele comete erros? A lógica diz que sim. Entretanto, tudo o que eu sei sobre este homem é que ele está muito mais preocupado com sua salvação, a salvação de sua família, e a salvação dos filhos de Deus do que ele está preocupado em como ele é visto pelas pessoas. Eu tenho certeza que ele está sofrendo com todas as emoções resultantes do que ele está passando agora, e sentindo que ele decepcionou muitas pessoas. Entretanto, ele tem um firme entendimento da Expiação de Jesus Cristo e eu estou certo que ele se sente aliviado por estar no caminho para corrigir qualquer erro que tenha cometido.

Ao ouvir qualquer especulação sobre o seu caso nos dias que virão, eu imploro que não se envolva isso. Ao invés, mostre o mesmo amor e respeito que ele tem por todos nós. Encoraja aqueles que falarem sobre isso a evitarem julgamentos. Ao invés, eles poderiam ouvir um de seus discursos de conferência ou ler um de seus artigos na revista A Liahona. Isto é o que representa quem ele realmente é. Todos nós fizemos coisas das quais não nos orgulhamos e eu posso garantir que ele ficaria ao seu lado durante suas dificuldades e processos de cura da mesma forma que ele ficou ao meu lado durante os meus desafios.

A corrida ainda não terminou e eu tenho plena confiança que ele irá atravessar a linha de chegada através da Expiação de Nosso Salvador. Ele se tornou um exemplo ainda maior para mim hoje por não ter ouvido o inimigo, mas ao invés disso, ter assumido responsabilidade por seus erros e buscado concertá-los.

Quando o dia chegar, eu planejo estar lá em seu batismo para abraça-lo e desejá-lo boas-vindas.

Se você se sentir inclinado a fazê-lo, compartilhe esta publicação com seus amigos como um lembrete de compaixão para ele e sua família durante esta época difícil.


Novas informações sobre a excomunhão de James J. Hamula, atualizaremos aqui.


Tube News

Postar um comentário