SORGO: CEREAL SEM GLÚTEM POSSUI DIVERSAS PROPRIEDADES NUTRITIVAS - Tube News

@otubenews

10 julho 2017

SORGO: CEREAL SEM GLÚTEM POSSUI DIVERSAS PROPRIEDADES NUTRITIVAS

Nutricionista Cristiane Perroni fala sobre esse alimento de origem na África e Ásia e que vem cada vez mais sendo produzido para consumo humano.

Sorgo é cultivado em áreas quentes e secas (Foto: iStock Getty Images)


Você sabe o que é sorgo? O sorgo (Sorghum bicolor L.) é o quinto cereal mais importante do mundo, superado apenas por trigo, arroz, milho e cevada. É cultivado em áreas e situações ambientais muito quentes ou secas. Existem várias “linhagens”, do branco ao marrom. Foi domesticado para consumo animal e humano na África, depois difundido para Índia e China. Mais de 35% da produção mundial é utilizada para consumo humano e a maior parte para animal, na forma de ração e forragem.

África e na Ásia são responsáveis por 95% do total de sorgo utilizado para consumo humano, e este cereal chega a suprir 70% da ingestão energética da população. É muito utilizado na produção de produtos alimentícios em todo o mundo: cuscuz (África), pães (Chappatti – pães não fermentados da índia), cervejas (dolo, tchapallo, pito, burukutu - tradicionais na África), kisra (pão fermentado tradicional do Sudão), tortilhas (América do Sul) e produtos de panificação (Japão e Estados Unidos).

No Brasil, o cereal é cultivado, principalmente, visando à produção de grãos para suprir a demanda das indústrias de ração animal e como forragem para alimentação de ruminantes. Entretanto, a produção para consumo na alimentação humana vem crescendo com pesquisas realizadas pela Embrapa e suas parcerias com universidades em todo Brasil e empresas privadas.

Pode ser utilizado para produção de farinhas e amido na produção de pães, biscoitos, “snacks”, bolos e enriquecendo preparações.

Propriedades nutricionais e benefícios para saúde:

- Não contém glúten, podendo substituir o trigo na produção de alimentos “gluten free” e ser utilizado por indivíduos que possuem algum grau de intolerância a essa proteína ou que apresentem alergia como celíacos.

- Valor nutricional semelhante ao do milho: 100g do sorgo contém em média 356 kcal, maior parte constituído por carboidratos (71 a 76%), seguido de proteína e em menor quantidade por lipídeos.

- Rico em vitamina E, e minerais como fósforo, potássio, ferro, zinco e manganês.

- Fonte de fibras alimentares: principalmente fibras insolúveis e amido resistente (o amido Resistente não é digerido no intestino delgado, sendo utilizado como substrato para fermentação pelas bactérias anaeróbicas do cólon. Possui benefícios como aumento do volume fecal, redução da glicemia pós-prandial e dos níveis de LDL colesterol e triglicerídeos no sangue).

- Compostos bioativos: é considerado um superalimento por conter ácidos fenólicos (Ex: gálico, fumárico, cafeico, ferúlico entre outros), taninos e antocianinas. Possuem ação antioxidante, Anticarcinogênicos, anti-inflamatórias, quimioprotetoras, vasoprotetoras, antimutagênicos e propriedades antimicrobianas, proteção das células contra danos oxidativos.

O sorgo tem grande potencial para uso na indústria alimentícia, pelo alto potencial nutricional, benefícios à saúde humana, baixo custo e para ser utilizado em substituição ao trigo na elaboração de produtos alimentícios, aumentando ainda mais a variedade alimentar e podendo ser consumido por celíacos e intolerantes ao trigo.

Por Cristiane Perroni, Rio de Janeiro
Tube News
Postar um comentário