MICHAEL JACKSON: O LENDÁRIO SHOW NO SUPER BOWL - Tube News

@otubenews

25 julho 2017

MICHAEL JACKSON: O LENDÁRIO SHOW NO SUPER BOWL

Em 2016, a TIME fez uma matéria onde Austin Murphy contou detalhes de como convenceu Michael Jackson a fazer o Halftime Show do Super Bowl XXVII

Michael Jackson na abertura de sua apresentação no SuperBowl (Foto: Reprodução/Tube News)


Tube News
Durante um mês eles não chegaram a lugar algum. Jim Steeg (da NFL) sentou-se com o empresário do Rei do Pop, Sandy Gallin, 11 meses antes do Super Bowl XXVII. “Eles não tinham ideia do que estávamos falando.” Em uma reunião posterior, o produtor Don Mischer frisou que o Super Bowl seria transmitido em mais de 120 países. Agora ele tinha toda a atenção do MJ. Steeg se lembra de Jackson dizendo: “Então você está me dizendo que este show será transmitido ao vivo para todos os lugares onde eu nunca vou fazer um show?” Uma pausa. “Estou dentro.”

Os momentos finais desse show foram os mais vistos na história da televisão na época.


Don Mischer, produtor do Superbowl XXVII Half Time Show conta que dois dias antes do Super Bowl, Michael me ligou às 3 da manhã e disse:

“Eu tenho um conceito pro começo.” e o acordo era: “A deixa pra soltar a música será quando eu tirar meus óculos.” Quando ele estava no palco era como um general, ele toma o controle, ele comanda. Michael sempre disse tipo: “Façam eles esperar, você tem que ter controle, para que todos fiquem ansiosos.” Quando você está dirigindo o Halftime Show cada segundo é uma eternidade e eu comecei a gritar: “Michael, tira esses óculos”. Mas esse foi o acordo que fiz com ele e eu definitivamente não ia quebrar.’’

Para o momento final do Halftime de 93, um coro de 3.500 crianças locais de Los Angeles cantou “We Are the World” e mais tarde se juntando ao Rei do Pop no single ‘Heal the World’.


Michale Jackson se apresenta no SuperBowl (Foto: Reprodução/Tube News)


Arlen Kantarian, na época presidente-executivo da Radio City Music Hall Productions, que estava encarregada de produzir o espetáculo do intervalo, em entrevista para a TIME em 2016, se lembra de que Michael Jackson pressionou para cantar suas músicas mais novas, faixas do disco Dangerous , e não os sucessos do passado.

‘’Jackson disse que Billie Jean é só uma canção, não tem significado algum”, e também que “vivemos em um novo mundo, e precisamos curá-lo” (uma referência a Heal the World , ou “cure o mundo”, o título de seu maior sucesso naquele período).

Don Mischer recorda sobre aquele dia…


‘’Você não podia ouvir nada no estádio, porque tudo que se ouvia era gritaria e fãs loucos. Ele criou um espetáculo e fez com que a audiência do Halftime Show fosse maior que a do jogo pela primeira vez. Foi um sucesso extraordinário.



O Halftime de 93 do Michael Jackson foi um game changer pra NFL. No minuto em que o show acabou eles se deram conta que tinham um momento que se tornaria extremamente importante para negócios de entretenimento.’’

Tube News
Postar um comentário