TODOS NA TERRA, INCLUSIVE VOCÊ, FORAM ATINGIDOS PELA RADIAÇÃO DE FUKUSHIMA - Tube News

@otubenews

08 maio 2017

TODOS NA TERRA, INCLUSIVE VOCÊ, FORAM ATINGIDOS PELA RADIAÇÃO DE FUKUSHIMA

Nova pesquisa mostra que o acidente nuclear de Fukushima, em março de 2011, teve efeitos globais: todo mundo no planeta recebeu descarga de radiação.



Na época, a usina foi atingida por um tsunami causado por um intenso terremoto e teve três de seus seis reatores afetados.

O principal elemento radiativo liberado foi o césio-137, que, atualmente, está praticamente concentrado nos oceano e nas calotas polares. Porém, novos estudos mostram que uma parte dessa radiação se espalhou pelo globo terrestre, atingindo todos os seres vivos. Só que isso não é motivo para pânico: os pesquisadores concluíram que cada pessoa recebeu o equivalente à dose de radiação liberada em um exame de raio x.

Quem garante que não devemos nos preocupar com isso é o pesquisador norueguês Nikolaos Evangeliou, que expôs a descoberta de sua equipe em uma convenção anual que aconteceu em Viena, na Áustria. A maior parte dos dados coletados veio através de estações ao redor da Terra que monitoram os níveis de radiação no ambiente.

Imagem de 16 de março de 2011, cinco dias após a usina ser danificada pelo tsunami


Já o efeito biológico dessa radiação foi medido através da unidade chamada sieverts. Acredita-se que cada pessoa na Terra recebeu 0,2 milisieverts (mSv) de radiação proveniente do desastre de Fukishima – algo muitíssimo baixo, se pensarmos, por exemplo, que anualmente cada britânico recebe 2,7 mSv e que cada radiografia padrão de tórax libera 0,1 mSv.

Até mesmo uma tomografia computadorizada ter um efeito radioativo muito maior, na casa dos 15 mSv. E ainda assim todos esses valores estão longe de ser algo preocupante, já que doenças causadas por radiação necessitam de 1.000 mSv (1 Sv) para se manifestarem. Caso você fosse exposto a um valor tão alto, você iria ter náuseas e vômitos, podendo inclusive sobreviver se recebesse o tratamento adequado a tempo.

Áreas próximas ao desastre receberam uma carga maior de radiação


Durante o acidente nuclear, 300 mil pessoas foram evacuadas das áreas mais próximas à usina, para não sofrerem com os efeitos da contaminação. No momento do desastre, ninguém morreu devido aos efeitos radiativos, apesar de que habitantes de regiões próximas, principalmente no Japão, foram os mais afetados: acredita-se que muitos receberam doses de até 5 mSv, ou seja, 50 vezes mais do que eu e você, mas ainda pouco para causar algum estrago.


Tube News Mundo
Postar um comentário