FENDA EM PLATAFORMA DE GELO NA ANTÁRTIDA AGORA TEM BIFURFCAÇÃO

Rachadura de 175 quilômetros ameaça separar o bloco de gelo da Antártica, liberando um iceberg do tamanho do Distrito Federal


Iceberg gigante se desprenderá da plataforma de gelo Larsen C Ice Shelf, na Antártica (Reprodução/Nasa/Divulgação)


A fenda de 175 quilômetros de comprimento, que ameaça separar a plataforma de gelo Larsen C do leste da Antártida, agora tem uma bifurcação. Os pesquisadores do Projeto Midas, das universidades de Swansea e de Aberystwyth, no País de Gales, e do Instituto de Pesquisa Antártico Britânico (BAS, na sigla em inglês), identificaram nesta segunda-feira que a ponta que avança no interior da Larsen C se dividiu em duas nos últimos dez quilômetros da fissura. Ao se romper, o que para os especialistas é apenas uma questão de tempo, a plataforma dará origem a um gigantesco iceberg de 5.000 quilômetros quadrados, equivalente à área do Distrito Federal.

Embora o comprimento da fenda tenha sido estático desde fevereiro, a sua largura tem crescido de forma constante, a mais de um metro por dia. E este alargamento tem aumentado consideravelmente desde o desenvolvimento da segunda ponta, como pode ser visto nas medições por satélite, já que, por ser inverno na Antártida, as observações a olho nu são inviáveis.


Como o bloco de gelo flutuará, ao se romper, ele não deve causar aumento no nível dos oceanos. Contudo, futuras rupturas causadas pelo desprendimento podem levar ao descongelamento de geleiras e, como a água dessas últimas são integradas aos mares, podem levar ao aumento do nível.

Aumento da fissura na plataforma Larsen C (MIDAS project, A. Luckman, Swansea University/Divulgação)


Os pesquisadores têm acompanhado a rachadura em Larsen C por muitos anos, em razão de colapsos das plataformas de gelo Larsen A, em 1995, e Larsen B, em 2002. Nos últimos meses, porém, passaram a observá-la com atenção por conta da rachadura. Segundo os cientistas, a fissura que pode levar à ruptura do iceberg não é derivada das mudanças climáticas, mas um fenômeno geográfico. É provável que as mudanças climáticas tenham antecipado o rompimento, mas, provavelmente, não sejam a causa do fenômeno.

Fenda Halloween

Outra plataforma de gelo na Antártica também corre o risco de se romper. A placa Brunt está com duas grandes rachaduras em sua superfície, que podem dar origem a um iceberg gigante. Uma das rachaduras, existe há 35 anos, mas em 2012 demonstrou sinais de crescimento. A outra têm certa de 40 quilômetros de extensão e apareceu em 31 outubro de 2016. Ela foi nomeada de “Fenda Halloween”, pela comemoração do Dia das Bruxas na data.

Tube News CIência

Nenhum comentário

Deixe sua opinião, sempre com respeito: