EXPLOSÕES DEIXAM 2 MORTOS E 6 FERIDOS NAS FILIPINAS - Tube News

@otubenews

06 maio 2017

EXPLOSÕES DEIXAM 2 MORTOS E 6 FERIDOS NAS FILIPINAS

Grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou um dos ataques, afirmando ter matado cinco muçulmanos xiitas.

Corpo de uma das vítimas após explosão em Manila, capital das Filipinas, neste sábado (6) (Foto: NOEL CELIS/AFP)

Duas explosões na capital das Filipinas provocaram neste sábado (6) a morte de duas pessoas e deixaram seis feridos, informou a Polícia, uma semana após um atentado na mesma zona.

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou um dos ataques, afirmando ter matado cinco muçulmanos xiitas, em um comunicado publicado por sua agência de propaganda, Amaq.

Uma explosão inicial ocorreu às 18h (7h, horário de Brasília), perto da mesquita de Quiapo, situada na parte velha de Manila, uma grande zona de favelas, relatou o chefe de Polícia da cidade, Oscar Albayalde.

Essa explosão matou duas pessoas e feriu outras quatro, acrescentou.

Segundo ataque
Uma segunda explosão ocorreu na mesma zona, perto das 18h30 locais, de acordo com um fotógrafo da AFP que estava próximo.

Dois policiais, que inspecionavam a zona depois da primeira explosão, ficaram feridos pela segunda, disse Albayalde à rede de televisão GMA.

As explosões ocorreram do lado de fora de um centro da comunidade islâmica e a cerca de 100 metros da Mesquita Dourada de Quiapo.

Minoria muçulmana
As Filipinas são um país majoritariamente católico, mas têm também uma importante minoria muçulmana, que vive, entre outras áreas, em Quiapo.

Albayalde comentou que a primeira explosão parece ter tido origem em um pacote que estava sendo entregue por um homem em motocicleta.

"O homem da motocicleta que entregou o pacote morreu. O outro morto foi a pessoa que recebeu o pacote", descreveu, em entrevista à rádio DZRH.

Antes do EI assumir a autoria do atentato, Albayalde afirmou que não havia provas de que as explosões fossem ataques terroristas.

"Não queremos especular, mas é possível que se trate de uma guerra entre gangues", assegurou.

Em 29 de abril, outra explosão foi registrada em Quiapo, coincidindo com a cúpula de vários líderes do Sudeste Asiático, reunidos a poucos quilômetros dali. Na ocasião, 14 pessoas ficaram feridas.

Postar um comentário