COMO O 'FANTÁSTICO' ACHOU O BRASILEIRO ACUSADO DE MORTE DE UM MENINO EM BARCELONA - Tube News

@otubenews

03 maio 2017

COMO O 'FANTÁSTICO' ACHOU O BRASILEIRO ACUSADO DE MORTE DE UM MENINO EM BARCELONA

Guilherme Longo, suspeito de matar criança de três anos, foi preso pela polícia espanhola





A Polícia Nacional da Espanha deteve na quinta-feira passada em Barcelona o brasileiro Guilherme Raymo Longo, de 32 anos, acusado de ter matado seu enteado diabético, de 3 anos, com uma overdose de insulina e de ter posteriormente atirado o corpo do menino num córrego. O crime ocorreu em novembro de 2013, em Ribeirão Preto (SP). Longo estava foragido da Justiça brasileira e se encontrava na capital catalã pelo menos desde 9 de abril. Ele foi detido após ser atraído por uma falsa oferta de emprego.

Mas na verdade quem o encontrou não foi a polícia. O trabalho de investigação do programa Fantástico, da TV Globo, revelou que Raymo havia fugido para Barcelona depois de conseguir autorização para sair da prisão onde estava detido temporariamente. De acordo com a reportagem, o homem estava em regime semiaberto, o que o obrigava a permanecer na sua casa entre 22h e 6h, só podendo sair para trabalhar.

Ele escapou em setembro e, depois de passar por vários países sul-americanos, voou para Madri e de lá para Barcelona. Uma equipe de repórteres da TV Globoconseguiu localizá-lo através da identidade falsa que havia adotado, Gustavo Triani. Instalara-se numa pensão do centro e havia entrado em contato pelo Facebook com a comunidade local de brasileiros. Dizia procurar quarto, e também apresentava um currículo profissional sob o nome falso.



Esse foi o elemento-chave para sua captura. Além de se apresentar como uma pessoa “responsável e comprometida”, com capacidade para “administrar e solucionar problemas”, fornecia um telefone de contato. Um dos produtores doFantástico se fez passar por um empresário que procurava garçons e fechou uma primeira entrevista com o Raymo na praça Urquinaona, no centro de Barcelona, no dia 25 de abril. A certa distância, os jornalistas comprovaram que realmente se tratava do fugitivo.

A equipe então cancelou a entrevista com o suspeito e avisou a polícia brasileira, que por sua vez acionou as autoridades espanholas por intermédio da Interpol. A equipe do Fantástico marcou então um novo encontro com o Raymo, no dia 27. Dessa vez, ele estava realmente sendo esperado – mas por agentes da Polícia Nacional espanhola, que o prenderam na quinta-feira da semana passada.

O suposto assassino está agora à espera de ser extraditado para o Brasil. Seu advogado continua negando que ele seja o autor do homicídio do menino Joaquim, segundo o Fantástico.


Tube News
Postar um comentário